Mercado abrirá em 9 h 47 min
  • BOVESPA

    114.064,36
    +1.782,08 (+1,59%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.464,27
    +125,93 (+0,25%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,21
    -0,09 (-0,12%)
     
  • OURO

    1.751,40
    +1,60 (+0,09%)
     
  • BTC-USD

    44.547,96
    +866,47 (+1,98%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.114,43
    +5,51 (+0,50%)
     
  • S&P500

    4.448,98
    +53,34 (+1,21%)
     
  • DOW JONES

    34.764,82
    +506,50 (+1,48%)
     
  • FTSE

    7.078,35
    -5,02 (-0,07%)
     
  • HANG SENG

    24.598,53
    +87,55 (+0,36%)
     
  • NIKKEI

    30.200,89
    +561,49 (+1,89%)
     
  • NASDAQ

    15.301,25
    -2,25 (-0,01%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2253
    +0,0003 (+0,00%)
     

Xiaomi oficializa divisão de automóveis com aporte bilionário

·2 minuto de leitura

A Xiaomi oficializou o registro de sua divisão de automóveis e, finalmente, deu os primeiros passos para a criação de sua linha de veículos elétricos. A gigante chinesa tratará dos assuntos automotivos sob a alcunha de Xiaomi Automobile, com a contratação de mais de uma centena de funcionários para o desenvolvimento dos carros. Para isso, foi necessário iniciar essa "nova vida" com um aporte de 10 bilhões de yuans, algo na casa dos R$ 8 bilhões.

Com o registro garantido, ficará mais "simples" de a Xiaomi garantir que seus projetos não sejam copiados, além de ter mais liberdade para a realização de investimentos e captação de recursos e parceiros. Segundo a marca, foram contratados 300 funcionários para a divisão automotiva, mas o número, claro, deverá aumentar exponencialmente, já que a meta é produzir veículos para o mundo todo.

As movimentações da Xiaomi não são apenas burocráticas. Prova disso é que a fabricante recentemente anunciou a aquisição da divisão de veículos da China Evergrande (CE), uma das maiores empresas locais e que estava em grave situação financeira. Com o know-how da CE e toda sua força de mão-de-obra, a gigante da tecnologia pode avançar ainda mais na criação de sua linha de veículos.

Carros da Xiaomi também serão zero emissão (Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech)
Carros da Xiaomi também serão zero emissão (Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech)

A ideia da Xiaomi é que seus carros sejam 100% elétricos, com conectividade avançada e pacotes de tecnologia e segurança dos mais avançados da indústria. Segundo o CEO da companhia, Lei Jun, os primeiros modelos chegarão ao mercado apenas em 2023. A promessa é de que os investimentos fiquem na casa dos US$ 10 bilhões pelos próximos 10 anos.

Vale lembrar que, além da Xiaomi, outras gigantes chinesas da tecnologia também anunciaram suas respectivas entradas no mercado automotivo, casos de Huawei e Alibaba.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos