Mercado abrirá em 5 h 54 min
  • BOVESPA

    102.224,26
    -3.586,74 (-3,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.492,52
    -1.132,48 (-2,24%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,09
    +2,94 (+4,31%)
     
  • OURO

    1.797,20
    +9,10 (+0,51%)
     
  • BTC-USD

    57.453,62
    +3.146,59 (+5,79%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.435,36
    -20,05 (-1,38%)
     
  • S&P500

    4.594,62
    -106,84 (-2,27%)
     
  • DOW JONES

    34.899,34
    -905,06 (-2,53%)
     
  • FTSE

    7.044,03
    -266,34 (-3,64%)
     
  • HANG SENG

    23.878,78
    -201,74 (-0,84%)
     
  • NIKKEI

    28.274,32
    -477,30 (-1,66%)
     
  • NASDAQ

    16.215,25
    +164,25 (+1,02%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3005
    -0,0480 (-0,76%)
     

Xiaomi Mix Flip existe, mas pode não ganhar lançamento

·2 min de leitura

A Xiaomi deu o pontapé definitivo no mercado de dobráveis quando anunciou o Mi Mix Fold no começo do ano. Após muitos conceitos e aparelhos que eram apenas protótipos, finalmente a empresa lançou um celular flexível comercial.

Muito parecido com a linha Galaxy Z Fold, era esperado que a chinesa também anunciasse um smartphone flip. Assim, também poderia disputar mercado com o Galaxy Z Flip. Mas isso acabou não ocorrendo, e pode ser que o principal projeto da empresa para este segmento tenha sido abandonado.

Entre abril e maio, a Xiaomi deixou várias pistas do Mi Mix Flip no código-fonte da MIUI, mas, desde então, não houve adições específicas para o dobrável. Isso sugere que o projeto foi descontinuado, e que provavelmente a empresa está repensando como deverá competir com outros aparelhos clamshell.

(Imagem: Reprodução/LetsGoDigital)
(Imagem: Reprodução/LetsGoDigital)

Se viesse à vida, o Mi Mix Flip teria um belo diferencial em relação ao celular flip da Samsung: além de lente wide e ultrawide, o celular traria sensor telefoto com 3x de zoom óptico. É o que sugerem as “entranhas” da MIUI, que também apontam para uma tela interna com resolução de 2480 x 1860, taxa de atualização de 90 Hz, e a presença do Snapdragon 888.

Começar do zero

O mercado de celulares é muito competitivo e não é normal que os testes do Mi Mix Flip tenham sido apenas pausados por longos seis meses. O provável é que, pela razão que seja, a empresa tenha concluído que seu lançamento comercial não seria possível — optando por recomeçar os trabalhos futuramente, ajustando seu hardware, design, e outras características que possam facilitar sua produção.

Uma hipótese é que a Xiaomi esteja aguardando o Android 12L, focado em dobráveis, para reconstruir a MIUI para os seus flexíveis. Mesmo o Mi Mix Fold deve se beneficiar da nova versão — mas “precisou” ganhar vida antes disso para marcar posição tecnológica da chinesa no mercado.

Outra possibilidade é que a escassez de chips seja a razão da descontinuidade do Mi Mix Flip. A Xiaomi pode ter optado por jogar seguro e incluir seu estoque dos chips de alto desempenho em linhas já consolidadas, como a Xiaomi/Mi e Black Shark.

Pelo motivo que for, não há mais sinais de que a empresa prepara um celular flip. Isto acaba por lembrar o TCL Chicago, também sem viabilidade comercial. Quem acaba se dando bem com isso é a Samsung, que joga sozinha no segmento de dobráveis que se compactam em uma forma menor.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos