Mercado abrirá em 7 h 31 min
  • BOVESPA

    116.230,12
    +95,66 (+0,08%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.046,58
    +616,83 (+1,36%)
     
  • PETROLEO CRU

    86,34
    -0,18 (-0,21%)
     
  • OURO

    1.730,30
    -0,20 (-0,01%)
     
  • BTC-USD

    20.150,81
    +508,42 (+2,59%)
     
  • CMC Crypto 200

    457,23
    +11,80 (+2,65%)
     
  • S&P500

    3.790,93
    +112,50 (+3,06%)
     
  • DOW JONES

    30.316,32
    +825,43 (+2,80%)
     
  • FTSE

    7.086,46
    +177,70 (+2,57%)
     
  • HANG SENG

    18.000,80
    +921,29 (+5,39%)
     
  • NIKKEI

    27.135,11
    +142,90 (+0,53%)
     
  • NASDAQ

    11.587,25
    -53,50 (-0,46%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1502
    -0,0177 (-0,34%)
     

Xiaomi lança Redmi Note 11 SE sem carregador na caixa

Após criticar a Apple por remover o carregador da caixa de seus celulares, a Xiaomi não hesitou em lançar seu topo de linha ainda em 2020 sem o acessório incluso. Durante todo o ano passado, a empresa expandiu a prática que agora escorre para a série Redmi com o novo Redmi Note 11 SE lançado na Índia.

Dando sequência à enorme confusão de nomenclatura da linha Note 11 destrinchada pelo Canaltech em abril deste ano, o novo Note 11 SE é diferente do já conhecido Note 11 SE anunciado em maio (que chegou como versão reciclada do Redmi Note 10 5G).

O novo modelo não passa de uma versão renomada do Redmi Note 10S lançado em março de 2021, mantendo especificações e design do celular lançado há quase um ano e meio, mas retirando apenas o carregador da caixa do aparelho para forçar usuários a adquirir o acessório separadamente.

Redmi Note 11 SE chega à Índia como versão renomeada do Note 10S lançado no início de 2021 (Imagem: Divulgação/Xiaomi)
Redmi Note 11 SE chega à Índia como versão renomeada do Note 10S lançado no início de 2021 (Imagem: Divulgação/Xiaomi)

Dito isso, usuários podem esperar a mesma ficha técnica com processador Helio G95 da MediaTek, conectividade 4G, tela de 6,4 polegadas com tecnologia Super AMOLED e bateria de 5.000 mAh com suporte para carregamento rápido de 33W.

O Redmi Note 11 SE indiano até mantém o conjunto de quatro câmeras do Note 10S, oferecendo sensor principal de 64 MP, lente ultrawide com 8 MP e outros dois sensores de míseros 2 MP para a lente macro e lente de profundidade. A câmera frontal possui resolução de 13 MP.

Redmi Note 11 SE manteve design e especificações do Note 10S, além da mesma página inicial com materiais de divulgação (Imagem: Divulgação/Xiaomi)
Redmi Note 11 SE manteve design e especificações do Note 10S, além da mesma página inicial com materiais de divulgação (Imagem: Divulgação/Xiaomi)

Chama atenção o fato de a Xiaomi ter reciclado não apenas todo o Note 10S, como também os elementos de design da página de apresentação do dispositivo, reutilizando imagens e marketing promocional do celular lançado há mais de um ano.

Outros detalhes do Redmi Note 11 SE incluem o leitor biométrico lateral, seus alto-falantes estéreo para som mais imersivo, NFC, certificação IP53 para resistência contra respingos d'água e Android 11 com interface MIUI 12.5.

Preço e disponibilidade

Modelo mantém quatro opções de cores, mas preço ainda é desconhecido (Imagem: Divulgação/Xiaomi)
Modelo mantém quatro opções de cores, mas preço ainda é desconhecido (Imagem: Divulgação/Xiaomi)

Este modelo do Redmi Note 11 SE será vendido exclusivamente na Índia pela loja Flipkart. O dispositivo chegará nas cores Thunder Purple (roxo), Cosmic White (branco), Shadow Black (preto) e Bifrost Blue (azul).

A Xiaomi não divulgou o preço do smartphone, cuja pré-venda começa no dia 26 de agosto. O smartphone será lançado na Índia em 31 de agosto. Vale lembrar: sem carregador na caixa.

Redmi Note 11 SE (indiano): ficha técnica

Redmi Note 11 SE mantém especificações do Redmi Note 10S (Imagem: Divulgação/Xiaomi)
Redmi Note 11 SE mantém especificações do Redmi Note 10S (Imagem: Divulgação/Xiaomi)
  • Tela: 6,43 polegadas, Super AMOLED, resolução Full HD+ e taxa de 60 Hz

  • Processador: MediaTek Helio G95

  • Memória RAM: 6 GB (LPDDR4X)

  • Armazenamento: 64 GB (UFS 2.2)

  • Câmera frontal: 13 MP

  • Câmeras traseiras: 64 MP (principal) + 8 MP (ultrawide) + 2 MP (macro) + 2 MP (profundidade)

  • Bateria: 5.000 mAh (carregador na caixa)

  • Sistema operacional: Android 11 com interface MIUI 12.5

  • Extras: 4G, NFC, certificação IP53, leitor biométrico lateral, Bluetooth 5.0, alto-falante estéreo, conector para fones de ouvido

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: