Mercado fechado

Xiaomi irá lançar duas gerações da linha Redmi Note a cada ano

·2 min de leitura

Se as linhas de celulares da Xiaomi lançadas no mercado chinês, indiano e global já confundem um pouco a cabeça de quem acompanha todos os lançamentos da marca — sejam eles da Xiaomi, Redmi, Black Shark ou Poco — agora isso pode ficar um pouco pior. Isso porque o Gerente Geral da Redmi, LU Weibing, divulgou a nova estratégia de lançamentos da divisão, que contará com duas gerações da linha Redmi Note a cada ano.

De acordo com o executivo, a marca deve focar, a partir da estreia do Redmi Note 11, em apresentar duas gerações por ano da série. Dessa forma, é esperado que um suposto Redmi Note 12 ainda seja apresentado de cinco a seis meses após o Note 11.

Weibing explicou que a intenção é oferecer o máximo possível aos fãs da marca. O empresário destacou que, com a estratégia atual, é difícil entregar tudo o que os clientes esperam em um aparelho e que, com duas gerações por ano, será possível atingir um público maior.

Essa mudança na estratégia explica o lançamento da linha Redmi Note 11 acontecer apenas alguns meses depois da estreia da linha Redmi Note 10. Weibing destacou que o modelo que será apresentado nesta semana se posicionará como um sucessor direto ao Redmi Note 9.

Redmi Note 11 já teve seu visual revelado pela Xiaomi (Divulgação/Xiaomi)
Redmi Note 11 já teve seu visual revelado pela Xiaomi (Divulgação/Xiaomi)

Além disso, ele justifica, ainda, que o Redmi Note 10 Pro 5G é focado principalmente em desempenho, já que é equipado com a plataforma MediaTek Dimensity 1100, enquanto não entrega um bom resultado em relação à performance da tela e da velocidade de carregamento — o que é contraditório já que o dispositivo é justamente o que possui maior capacidade de recarga da linha. Já o Redmi Note 11 será lançado para preencher essa lacuna, mas deve perder em poder de processamento e será o primeiro celular equipado com o Dimensity 920.

Com isso, podemos esperar que, para os próximos lançamentos da marca, fique mais definido que as gerações com números ímpares sejam focadas na experiência do usuário, com boa qualidade de display e menor tempo de carregamento, enquanto as pares contarão com uma melhor performance do chipset.

É importante destacar, porém, que ainda não há informações se a Xiaomi adotará essa mesma estratégia no mercado global ou se será exclusiva para os lançamentos feitos em seu país de origem.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos