Mercado fechará em 3 h 8 min
  • BOVESPA

    99.391,49
    -1.199,91 (-1,19%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.091,88
    -343,57 (-0,71%)
     
  • PETROLEO CRU

    111,73
    -0,03 (-0,03%)
     
  • OURO

    1.819,20
    -2,00 (-0,11%)
     
  • BTC-USD

    20.015,26
    -694,96 (-3,36%)
     
  • CMC Crypto 200

    431,24
    -8,42 (-1,92%)
     
  • S&P500

    3.807,95
    -13,60 (-0,36%)
     
  • DOW JONES

    30.958,22
    +11,23 (+0,04%)
     
  • FTSE

    7.312,32
    -11,09 (-0,15%)
     
  • HANG SENG

    21.996,89
    -422,08 (-1,88%)
     
  • NIKKEI

    26.804,60
    -244,87 (-0,91%)
     
  • NASDAQ

    11.642,25
    -32,00 (-0,27%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4601
    -0,0840 (-1,52%)
     

Xiaomi inaugura serviço de entregas em meia hora na China

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

A Xiaomi firmou uma parceira com a plataforma de e-commerce chinesa Meituan para entrega mais rápida dos produtos adquiridos de forma online. De acordo com uma publicação do diretor geral da Redmi William Lu, o prazo entre a compra e a chegada dos dispositivos pode ser de apenas meia hora.

Produtos da Xiaomi poderão ser entregues em meia hora, segundo executivo (Imagem: Divulgação/Xiaomi)
Produtos da Xiaomi poderão ser entregues em meia hora, segundo executivo (Imagem: Divulgação/Xiaomi)

A novidade é uma resposta a levantamentos feitos pela fabricante: segundo um porta-voz da Xiaomi, grande parte dos usuários de produtos digitais consiste em pessoas jovens, que procuram sempre pelos itens mais recentes e não querem esperar. Além disso, uma pesquisa feita pela agência Accenture mostra que mais de 50% dos consumidores da geração Z querem receber seus pedidos no mesmo dia em que compraram, e podem até mesmo cancelar pedidos se o prazo de entrega não for claro — por outro lado, os clientes estão dispostos a desembolsar valores extras por remessas mais eficientes.

Por isso, as empresas da área de tecnologia estão investindo mais em inovações relacionadas a entregas expressas de seus produtos. De acordo com análises internas, o número de marcas que possuem parceria com a Meituan triplicou entre os anos de 2020 e 2021, alcançando um número superior a 10 mil companhias no ano passado.

Até os produtos para casa, como chaleiras elétricas, podem chegar de forma mais rápida (Imagem: Divulgação/Xiaomi)
Até os produtos para casa, como chaleiras elétricas, podem chegar de forma mais rápida (Imagem: Divulgação/Xiaomi)

A Meituan já estava fazendo testes cooperativos com a Xiaomi desde outubro de 2021: de acordo com um funcionário da divisão de produtos digitais da plataforma, a quantidade de itens vendidos com entregas expressas obteve crescimentos constantes ao longo dos últimos meses:

"Além de smartphones e tablets, outros produtos também têm vendido bem, incluindo dispositivos smart vestíveis como headsets Bluetooth e pulseiras inteligentes, além de massageadores faciais, irrigadores orais e chaves de fenda elétricas. Outros produtos compactos para casa também são um sucesso, como panelas de arroz ou chaleiras elétricas."

Responsável pelas entregas, a plataforma já tem cobertura em 276 cidades chinesas, que incluem Beijing, Shanghai, Guangzhou, Shenzen e Chengdu. Entretanto, não foram divulgados planos para expansão dos serviços em outros países.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos