Mercado fechado

Xiaomi fatura R$ 124 milhões em um minuto com a pré-venda do Mi 10

Rubens Eishima

A Xiaomi anunciou em seu perfil na rede social Weibo que vendeu o equivalente a R$ 124 milhões em unidades do novo Xiaomi Mi 10 em apenas um minuto na China - isso equivale a algo em torno de 200 milhões de yuanes na moeda local. O aparelho foi colocado em pré-venda nesta sexta-feira (14) no país.

A fabricante não deu detalhes do número de unidades vendidas, mas as três diferentes versões colocadas à venda têm preço sugerido de ¥3.999 (8 + 128 GB, R$ 2.500,00 em conversão direta), ¥4.299 (8 + 256 GB, R$ 2.700) e ¥4.699 (12 + 256 GB, R$ 2.950,00).

Segundo a empresa, o aparelho se esgotou em todas as lojas, inclusive a da própria marca, mas ela anunciou que colocará um segundo lote à venda no próximo dia 21.

Será que o Mi 10 Pro supera a marca? (crédito: Xiaomi)

Já o Xiaomi Mi 10 Pro entrará em pré-venda no dia 18, com os seguintes preços sugeridos:

  • 8 + 256 GB – ¥4.999 (R$ 3.150,00 na conversão direta)
  • 12 + 256 GB – ¥5.499 (R$ 3.500,00)
  • 12 + 512 GB – ¥5.999 (R$ 3.750,00)

Além das opções de memória RAM e armazenamento, a diferença principal entre os dois modelos está no conjunto de câmeras. O Mi 10 Pro vem com o seguinte conjunto:

  • Principal: 108 megapixels com sensor 1/1,33 equivalente a 25 mm, abertura de f/1,69, estabilização óptica (resolução de arquivo de 25 megapixels)
  • Tele curta: 12 megapixels, sensor 1/2,6 equivalente a 50 mm, abertura f/2
  • Tele longa: 8 megapixels, sensor 1/4,4 equivalente a 94 mm, abertura f/2, estabilização óptica
  • Ultra-wide: 20 megapixels, sensor 1/2,8 equivalente a 16 mm, abertura f/2,2

O Mi 10, por sua vez, traz o mesmo número de sensores, mas com algumas diferenças:

  • Principal: 108 megapixels com sensor 1/1,33 equivalente a 25 mm, estabilização óptica (resolução de arquivo de 25 megapixels)
  • Macro: 2 megapixels, abertura f/2,4, estabilização óptica
  • Ultra-wide: 13 megapixels, abertura f/2,4
  • Sensor de profundidade: 2 megapixels, abertura f/2,4

Outros recursos da câmera do Mi 10 e Mi 10 Pro incluem gravação em resolução 8K, recursos de detecção automática de cena com inteligência artificial, super modo noturno, e suporte à gravação no novo formato HEIF, que promete a mesma qualidade de imagem de um arquivo JPEG em metade do espaço de armazenamento.

O lançamento do aparelho no Ocidente foi adiado após o cancelamento da MWC 2020, mas a Xiaomi anunciou que organizará um evento na Europa para apresentar a nova linha Mi 10. Acompanhe aqui no Canaltech para saber mais informações do aparelho, incluindo a data de chegada no Brasil.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: