Mercado fechado

Xiaomi e Oppo devem utilizar chips da Samsung em seus celulares em 2021

Diego Sousa
·2 minuto de leitura

A Samsung deve se juntar à MediaTek e fornecer chipsets 4G e 5G para mais smartphones intermediários e básicos a partir de 2021. De acordo o site Business Korea, as fabricantes chinesas Xiaomi e Oppo estariam planejando equipar seus futuros lançamentos mais acessíveis com processadores da linha Exynos.

Embora ainda não haja informações sobre os modelos que seriam utilizados pelas fabricantes, atualmente a Samsung conta com os Exynos 980 e 880 como suas principais soluções intermediárias para o mercado 5G. Esses chipsets já são utilizados pela chinesa Vivo, sua principal parceira, em seus smartphones, também com planos de estender a parceria para 2021.

Tanto a Xiaomi quanto a Oppo utilizam processadores de Qualcomm e MediaTek em seus celulares, mas uma possível justificativa para apostar as fichas na Samsung sejam os "preços competitivos" dos chipsets Exynos. Além disso, o Exynos 980 é um dos chips intermediários mais potentes do mercado, competindo com Snapdragon 765, Kirin 820 e Dimensity 820.

Ano de mudanças

Apesar de contar com inúmeros chipsets no mercado, a Samsung é só a quarta maior companhia do segmento com 13% de participação, ficando atrás de outras gigantes como Qualcomm (29%), MediaTek (26%), HiSilicon (a.k.a Huawei) (16%) e Apple (13%), segundo dados da consultoria de mercado Counterpoint Research.

No entanto, a expectativa é que esse quadro mude favoravelmente à sul-coreana, consequência das últimas sanções contra a Huawei e as possíveis parcerias com Xiaomi e Oppo, 3ª e 6ª maiores fabricantes de smartphones do mundo, respectivamente.

Importante mencionar também os recentes números animadores do ainda não anunciados Exynos 1080, primeiro chip da Samsung que usa a tecnologia de 5 nanômetros. Segundo um executivo da empresa, o lançamento é um intermediário com desempenho superior ao Snapdragon 865+, atualmente o principal modelo da Qualcomm.

Se confirmado, devemos ver a Samsung competindo de igual para igual com a Qualcomm em 2021, deixando de lado a imagem negativa que o problemático Exynos 990 trouxe em 2020.

Você acha que os chipsets Exynos vão dar a volta por cima em 2021? Conte-nos sua opinião abaixo, nos comentários!

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: