Mercado fechado

Xiaomi anuncia o MiReader, e-reader para bater de frente com o Kindle

Claudio Yuge

A Xiaomihavia dado a dica na semana passada e nesta terça-feira (19) oficializou a chegada de seu primeiro leitor de livros digitais, o MiReader. O dispositivo, assim como seus produtos de linha alternativa, aparece via plataforma de financiamento coletivo e promete configurações superiores aos líderes do mercado Kindle e Kobo.

O e-reader da chinesa usa o sistema operacional Android 8.1 Oreo e conta com suporte a vários conteúdos, incluindo livros, quadrinhos, documentos e todo o tipo de material legível. Ele tem compatibilidade com quase todos os tipos de extensão, incluindo EPUB, PDF, TXT e arquivos do Word. Não está muito claro quais apps da Play Store estarão disponíveis para o aparelho.

(Imagem: Divulgação/Xiaomi)

A tela de tinta eletrônica em alta resolução possui 6 polegadas, com 212 pixels por polegada (PPI). A luz LED fornece 24 níveis de brilho e o processador Allwinner B300 de quatro núcleos roda a 1,8 GHz, com 1 GB de memória RAM e 16 GB de armazenamento interno. A bateria tem capacidade de 1.800 mAh, com recarga de 5 V via USB-C.

(Imagem: Divulgação/Xiaomi)

As dimensões do MiReader são 159,2 x 116 x 8,3 mm e ele pesa 178g, com uma borda larga inferior e outras ligeiramente mais finas. Como não há indícios de entrada para fones ou saída para alto-falantes, é bem possível que audiolivros possam ser ouvidos via conexão Bluetooth — o que não está confirmado. A novidade custa 599 Yuan, ou cerca de US$ 85 (R$ 358 na conversão direta). Ainda não há previsão de lançamento no Brasil.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: