Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.941,68
    -160,31 (-0,15%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.599,38
    -908,97 (-1,73%)
     
  • PETROLEO CRU

    84,83
    -0,72 (-0,84%)
     
  • OURO

    1.836,10
    -6,50 (-0,35%)
     
  • BTC-USD

    35.608,19
    -3.395,59 (-8,71%)
     
  • CMC Crypto 200

    870,86
    +628,18 (+258,85%)
     
  • S&P500

    4.397,94
    -84,79 (-1,89%)
     
  • DOW JONES

    34.265,37
    -450,02 (-1,30%)
     
  • FTSE

    7.494,13
    -90,88 (-1,20%)
     
  • HANG SENG

    24.965,55
    +13,20 (+0,05%)
     
  • NIKKEI

    27.522,26
    -250,67 (-0,90%)
     
  • NASDAQ

    14.411,00
    -430,00 (-2,90%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1900
    +0,0599 (+0,98%)
     

Xiaomi 11T apresenta limitações em testes da câmera frontal

·3 min de leitura

Apresentado em outubro deste ano, o Xiaomi 11T veio como uma alternativa para quem não abre mão de um celular bastante poderoso, mas com um preço mais baixo em comparação com os topos de linha da marca. O conhecido portal DXOMARK fez um teste da câmera frontal do dispositivo, e as avaliações demonstraram que ele possui limitações em alguns aspectos específicos na hora de tirar as selfies.

Xiaomi 11T tem câmera frontal de 16 MP (Imagem: Divulgação/Xiaomi)
Xiaomi 11T tem câmera frontal de 16 MP (Imagem: Divulgação/Xiaomi)

O modelo traz um sensor Omnivision OV16A10 de 16 MP para a câmera frontal, com dimensões de 1/3.06", pixels de 1 µm e abertura f/2.45. Porém, outro componente que faz bastante diferença nesse caso é o processador MediaTek Dimensity 1200 — de acordo com o que foi apontado pelo DXOMARK, ele entrega resultados visivelmente piores do que o Snapdragon 888 implementado no Xiaomi 11T Pro, que traz exatamente a mesma câmera.

Com isso, o Xiaomi 11T ganhou uma nota geral 88, comparável com aparelhos como o Mi 10T Pro 5G e o Mi 10 Ultra. Especificamente em fotos, ele ficou com 90 pontos, enquanto a qualidade dos vídeos mereceu uma avaliação 85.

Xiaomi 11T carrega dificuldades de alcance dinâmico

Em condições boas de luz, o nível de detalhes é alto (Imagem: DXOMARK)
Em condições boas de luz, o nível de detalhes é alto (Imagem: DXOMARK)

Quando as condições de luz são ótimas, o Xiaomi 11T é capaz de entregar fotos bastante equilibradas, com níveis equilibrados de ruído, bom balanço de cores e exposição corretas. Porém, quando a cena exige um grande alcance dinâmico (por exemplo, com um fundo muito mais claro do que o objeto em foco), o aparelho tende a apresentar resultados bem menos satisfatórios.

Xiaomi 11T (à esquerda) apresenta exposição um pouco maior em comparação com seu antecessor (Imagem: DXOMARK)
Xiaomi 11T (à esquerda) apresenta exposição um pouco maior em comparação com seu antecessor (Imagem: DXOMARK)

Além disso, as cores geralmente ficam com um aspecto pouco saturado, o que pode tirar a vivacidade das capturas. Quando os ambientes são mais escuros, o nível de detalhes é reduzido consideravelmente, em especial se comparado com alguns concorrentes, e até mesmo com o Mi 10 Pro do ano passado.

O modo retrato também é alvo de algumas críticas por parte do DXOMARK, especialmente por causa do recorte impreciso em algumas situações. Com isso, objetos que estão no plano principal podem ficar com um desfoque indesejado, e elementos do fundo também poderão aparecer com mais foco do que seria o correto.

Modo retrato tem imprecisões (Imagem: DXOMARK)
Modo retrato tem imprecisões (Imagem: DXOMARK)

Vídeos apresentam pouca estabilização

O Xiaomi 11T é capaz de capturar vídeos em resolução Full HD (1080p) a 30 quadros por segundo. Curiosamente, os resultados apresentam características contrárias às vistas nas fotos, com imagens ligeiramente subexpostas e bom alcance dinâmico em ambientes internos ou externos.

Os níveis de nitidez e ruído são similares aos encontrados nas fotos, mas a quantidade de detalhes abaixa bastante em locais onde a iluminação não é abundante. Porém, a maior crítica do DXOMARK nos testes de vídeo está voltada para a estabilização, que deixa a desejar em capturas feitas diretamente com a mão, até mesmo quando a pessoa está parada. Em praticamente todas as situações, as cores ainda ficam um pouco menos saturadas do que deveriam.

Um exemplo de vídeo capturado com a câmera frontal do Xiaomi 11T pode ser conferido abaixo:

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos