Mercado fechará em 2 h 38 min
  • BOVESPA

    130.123,92
    +32,84 (+0,03%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.715,39
    -192,79 (-0,38%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,00
    -0,12 (-0,17%)
     
  • OURO

    1.860,10
    +3,70 (+0,20%)
     
  • BTC-USD

    38.703,53
    -1.660,96 (-4,11%)
     
  • CMC Crypto 200

    956,20
    -36,27 (-3,65%)
     
  • S&P500

    4.236,19
    -10,40 (-0,24%)
     
  • DOW JONES

    34.177,00
    -122,33 (-0,36%)
     
  • FTSE

    7.184,95
    +12,47 (+0,17%)
     
  • HANG SENG

    28.436,84
    -201,69 (-0,70%)
     
  • NIKKEI

    29.291,01
    -150,29 (-0,51%)
     
  • NASDAQ

    14.035,00
    +4,75 (+0,03%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0678
    -0,0501 (-0,82%)
     

Xavi recusou convite para auxiliar Tite na Seleção e assumir comando da equipe após a Copa

·1 minuto de leitura

O ex-jogador e atual treinador Xavi Hernández, do Al-Sadd, do Catar, foi convidado pela CBF para assumir um cargo como auxiliar do técnico Tite. O convite ocorreu antes do espanhol assumir a sua atual equipe, em 2019.

A ideia do convite era que Xavi tivesse um contrato que durasse até a próxima Copa do Mundo, no Catar, em 2022, para, logo em seguida, assumir a equipe como treinador principal.

No entanto, Xavi teria recusado tanto a oferta brasileira quanto uma outra feita pelo Borussia Dortmund, da Alemanha, que propunha três anos de contrato ao jovem treinador. Atualmente de férias na Espanha, o nome de Xavi estaria novamente no radar do Barcelona, onde o ex-jogador foi ídolo atuando 1998 e 2015.

Na atual temporada, sob o comando do técnico holandês Ronald Koeman, o Barcelona faz campanhas irregulares, com a eliminação na Liga dos Campeões ainda nas oitavas, para o PSG, e com a terceira colocação no Campeonato Espanhol (podendo ainda cair para quarto na última rodada). A equipe conquistou apenas a Copa do Rei, após vencer o Athletic Bilbao.