Mercado abrirá em 7 h 54 min
  • BOVESPA

    108.976,70
    -2.854,30 (-2,55%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.668,64
    -310,36 (-0,60%)
     
  • PETROLEO CRU

    74,13
    -2,15 (-2,82%)
     
  • OURO

    1.749,40
    -4,60 (-0,26%)
     
  • BTC-USD

    16.180,84
    -355,10 (-2,15%)
     
  • CMC Crypto 200

    379,42
    -3,23 (-0,84%)
     
  • S&P500

    4.026,12
    -1,14 (-0,03%)
     
  • DOW JONES

    34.347,03
    +152,93 (+0,45%)
     
  • FTSE

    7.486,67
    +20,07 (+0,27%)
     
  • HANG SENG

    17.223,54
    -350,04 (-1,99%)
     
  • NIKKEI

    28.148,94
    -134,09 (-0,47%)
     
  • NASDAQ

    11.688,50
    -94,25 (-0,80%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,6064
    -0,0180 (-0,32%)
     

Windows 11 vai avisar usuário que digitar senha em apps ou sites perigosos

A mais recente atualização do Windows 11 trouxe também uma nova ferramenta de proteção, que detecta quando o usuário digita sua senha em sites ou aplicações inseguras. Isso vale, inclusive, para quem gosta de salvar credenciais no Bloco de Notas, com o sistema operacional mostrando um alerta sobre o risco em potencial e indicando maneiras de proteger melhor as credenciais.

O recurso, chamado de Proteção Melhorada contra Phishing, faz parte da atualização 22H2, liberada na última terça-feira (20). Ela faz parte do sistema SmartScreen e é voltada, principalmente, para usuários corporativos que usem os sistemas da Microsoft, mas também está disponível para utilizadores finais por meio das configurações do sistema; ela vem desativada por padrão e, para que funcione, é preciso fazer login usando a senha e não o Hello, por exemplo.

Os alertas começam a serem enviados imediatamente e detectam, por exemplo, quando as credenciais são digitadas em e-mails, softwares do Office ou aplicativos de texto como o Bloco de Notas e o Wordpad, de forma que a pessoa não os utilize para armazenamento. O mesmo também vale para sites e apps reconhecidos como phishing pelos sistemas de segurança da empresa ou páginas inseguras.

<em>Alertas sobre reutilização de senhas e digitação em sites e apps inseguros aparecem para quem atualizou o Windows 11 e usa credenciais da Microsoft para logar no sistema operacional (Imagem: Divulgação/Microsoft)</em>
Alertas sobre reutilização de senhas e digitação em sites e apps inseguros aparecem para quem atualizou o Windows 11 e usa credenciais da Microsoft para logar no sistema operacional (Imagem: Divulgação/Microsoft)

Aos administradores de redes, sistemas específicos podem ser indicados, assim como cenários em que a exibição do alerta não necessariamente vale, como em redes internas ou apps desconectados. Também estão disponíveis alertas relacionados ao uso repetido das credenciais em diferentes serviços, uma alternativa bem insegura, e varreduras sobre a utilização da senha em plataformas não protegidas antes da introdução da proteção.

Quem usa PIN, biometria ou outros métodos de login no Windows, entretanto, não será coberto pela novidade mesmo que ela esteja ativada. O recurso já está disponível para todos os usuários que atualizaram o Windows 11 com as versões mais recentes, sendo ativado a partir das configurações de segurança, na opção Controle de Aplicativos e Browser.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: