Mercado fechará em 5 h 55 min

Windows 11 revive widgets na Área de Trabalho na versão de testes

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Os testadores do Windows 11 receberam mais uma atualização do sistema nesta quarta (18). Desta vez, a Build 25120 do Canal Dev revive o conceito de widgets na Área de Trabalho, numa tentativa de tornar a interação com os complementos mais acessível e recorrente.

A experimentação com a ideia geral começa com a barra de pesquisa, agora inserida no topo da tela principal. Ela funciona de forma semelhante ao mecanismo incluído na Barra de Tarefas, portanto é capaz de entregar resultados de pesquisas em itens incluídos no armazenamento interno e na internet (neste caso, via Bing).

O primeiro widget da Área de Trabalho é uma barra de pesquisa (Imagem: Reprodução/Microsoft)
O primeiro widget da Área de Trabalho é uma barra de pesquisa (Imagem: Reprodução/Microsoft)

Aqueles que não gostarem da adição, podem removê-la ao desmarcar a opção “Mostrar Pesquisa” dentro de “Mais Opções”, no menu de contexto do Desktop. Para ativá-la, porém, pode ser necessário reiniciar o computador após a instalação da atualização.

De volta às origens dos widgets

No Windows 11, a Microsoft voltou com o conceito de widgets no sistema operacional. O recurso, porém, funcionava de uma forma diferente dos complementos conhecidos do Win 7 e Vista: todos eram acessíveis a partir de um botão na Barra de Tarefas, reunidos numa bandeja.

A proposta, então, é ser mais amigável com a interface de tablets e monitores sensíveis ao toque, enquanto a Área de Trabalho segue intocada. Contudo, a base de usuários não ficou tão contente com as limitações, como o controle menos preciso do que aparece na seção e a exclusividade da Microsoft no fornecimento de complementos.

Agora na tela principal, widgets podem voltar a ter sua importância. A adição da barra de pesquisas não é tão agressiva, então é uma boa maneira de experimentar o conceito antes de implementar adições mais impactantes. O “porém” da novidade da vez é a redundância: a barra de pesquisas já está disponível no Menu Iniciar e na Barra de Tarefas — com o complemento, se soma três diferentes atalhos para uma mesma função.

Naturalmente, por ser um recurso experimental, a permanência dos widgets da Área de Trabalho é incerta — e a própria Microsoft ressalta o aspecto "experimental" da adição. Portanto, se a ideia não colar com o público, ela pode nem mesmo desembarcar nas versões estáveis do Windows 11.

Correções de bugs

Nesta atualização, a Microsoft não investiu em outras novidades, mas corrigiu bugs e aprimorou a experiência geral. Como a lista é imensa, o Canaltech destacou alguns dos pontos mais importantes.

  • Corrigido um problema que fazia Configurações crashar ao abrir e observar os gráficos de consumo de bateria;

  • Corrigido a exibição inconsistente do ícone de Wi-Fi da Barra de Tarefas;

  • Foram feitos reparos na exibição da barra de progresso de download de atualização do Windows 11.

Distribuição gradativa

A atualização, como sempre, é distribuída aos poucos para membros do Windows 11 inscritos no Canal Dev. Desta vez, a Build 25120 chegará para dispositivos com processador ARM e o pacote estará disponível para download e instalação manual por ISO.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos