Mercado fechado
  • BOVESPA

    98.672,26
    +591,91 (+0,60%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.741,50
    +1.083,62 (+2,32%)
     
  • PETROLEO CRU

    107,06
    +2,79 (+2,68%)
     
  • OURO

    1.828,10
    -1,70 (-0,09%)
     
  • BTC-USD

    21.482,32
    +216,10 (+1,02%)
     
  • CMC Crypto 200

    462,12
    +8,22 (+1,81%)
     
  • S&P500

    3.911,74
    +116,01 (+3,06%)
     
  • DOW JONES

    31.500,68
    +823,32 (+2,68%)
     
  • FTSE

    7.208,81
    +188,36 (+2,68%)
     
  • HANG SENG

    21.719,06
    +445,19 (+2,09%)
     
  • NIKKEI

    26.491,97
    +320,72 (+1,23%)
     
  • NASDAQ

    12.132,75
    +395,25 (+3,37%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5524
    +0,0407 (+0,74%)
     

Windows 11 pode exigir instalação em SSD no futuro

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Ter um SSD como armazenamento pode em breve ser uma das exigências para rodar o Windows 11, apontam analistas do site TrendFocus. Para garantir que novos recursos funcionem bem em todo computador com o sistema, a Microsoft estaria cogitando demandar a instalação do SO num componente mais rápido, deixando o disco rígido — o famoso HDD — para trás.

Nada é oficial por enquanto, mas a MS já deu sinais de que o armazenamento em disco rígido terá limitações: o subsistema Windows para Android e o DirectStorage, ambos recursos nativos e opcionais do SO, precisam de um SSD para rodar apropriadamente. A dupla não é necessária para o dia a dia de todos usuários, porém, mostram que o componente não consegue entregar a experiência do Win 11 na íntegra.

SSD (à direita) e HDD (à esquerda) do tipo SATA lado a lado (Imagem: Fábio Jordan/Canaltech)
SSD (à direita) e HDD (à esquerda) do tipo SATA lado a lado (Imagem: Fábio Jordan/Canaltech)

A exigência de um SSD para rodar o Windows 11 faz sentido para abrir espaço para a Microsoft implementar novidades ainda mais importantes. O armazenamento em estado sólido é significativamente mais rápido que o tradicional disco rígido e, nos últimos anos, tem se tornado cada vez mais popular em computadores modernos.

Requisitos mínimos polêmicos

Contudo, ao determinar que a instalação aconteça num SSD, a Microsoft acrescenta um problema aos polêmicos requisitos mínimos do Windows 11. No ano passado, quando lançado, o sistema demandava a ativação de ferramentas direto na BIOS — o chip TPM e a Inicialização Segura —, além de ter cortado vários processadores modernos da lista de compatibilidade.

Outro fator problemático desta exigência seria o preço: apesar de mais populares, o preço por gigabyte no SSD é maior que o valor do HDD — ou seja, dá para comprar um disco rígido com mais espaço pagando menos. Em muitos casos, prioriza-se o tamanho do armazenamento na hora da compra.

Até agora, a Microsoft não quis se manifestar sobre o assunto e, muito provavelmente, a novidade seria antecipada por anúncios importantes e uma atenção especial para a mudança de demanda.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos