Mercado abrirá em 7 h 26 min
  • BOVESPA

    108.843,74
    -2.595,62 (-2,33%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.557,65
    -750,06 (-1,46%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,10
    +0,81 (+1,15%)
     
  • OURO

    1.762,50
    -1,30 (-0,07%)
     
  • BTC-USD

    42.444,47
    -3.360,46 (-7,34%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.058,56
    -75,82 (-6,68%)
     
  • S&P500

    4.357,73
    -75,26 (-1,70%)
     
  • DOW JONES

    33.970,47
    -614,41 (-1,78%)
     
  • FTSE

    6.903,91
    -59,73 (-0,86%)
     
  • HANG SENG

    23.958,13
    -141,01 (-0,59%)
     
  • NIKKEI

    29.941,00
    -559,05 (-1,83%)
     
  • NASDAQ

    15.053,00
    +43,50 (+0,29%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2466
    +0,0019 (+0,03%)
     

Windows 10 bloqueia atualizações em máquinas que usam criptografia russa

·2 minuto de leitura

A Microsoft decidiu esta semana bloquear a instalação da versão 2004 (ou mais recente) do Windows 10 em máquinas que usam versões antigas do software CryptoPro CSP. Desenvolvido por uma companhia russa, o software criptografa conexões com a internet e garante a assinatura eletrônica responsável por liberar o acesso a portais gerenciados pelo governo do país.

Segundo a empresa, a decisão foi tomada como resultado de problemas de compatibilidade que podiam surgir com a instalação. Embora usuários do sistema operacional ainda consigam fazer o download das atualizações pelo Windows Update e instalá-las, o processo é revertido automaticamente e uma mensagem de alerta aponta a versão antiga do aplicativo como um ponto problemático.

Embora a situação não implique na impossibilidade de usar o Windows 10 normalmente, a incapacidade de atualizá-lo expõem os usuários a possíveis problemas de segurança. Para evitar que isso aconteça, a Microsoft recomenda que os usuários do CryptoPro CSP façam o download da versão mais atual do software, que possui compatibilidade total com o Windows 10 versão 2004.

Atualização por força bruta é possível

Outra opção é desinstalar o aplicativo, o que remove os problemas encontrados pelo sistema operacional durante sua atualização. Para aqueles que desejam manter a versão do software já instalada e não querem trocá-la, há a alternativa de forçar a instalação do Windows 10 mais recente usando a ferramenta de criação de imagens oferecida pela Microsoft — clique aqui para acessar.

Imagem: Divulgação/Microsoft Support
Imagem: Divulgação/Microsoft Support

Embora isso faça com que as checagens do Windows Update que apontam para o conflito não sejam acionadas, a opção pode trazer problemas inesperados para os usuários. Até o momento, a companhia não revelou quais questões de incompatibilidade foi encontrado, mas há indícios de que usar o método de força bruta pode resultar na inutilização do sistema — que terá que ser formatado ou restaurado a um ponto anterior para voltar a funcionar normalmente.

O CryptoPro CSP foi criado sob as diretrizes Serviço de Segurança Nacional da Rússia e implementa os algoritmos de segurança desenvolvidos pelo país em sistemas operacionais Windows. Além de permitir a criação de assinaturas digitais confiáveis, ele também oferece comunicações criptografadas, verificações de cadeias de certificados e o processamento de mensagens recebidas e enviadas.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos