Mercado abrirá em 9 h 56 min
  • BOVESPA

    120.061,99
    -871,79 (-0,72%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.867,62
    +338,65 (+0,70%)
     
  • PETROLEO CRU

    60,90
    -0,45 (-0,73%)
     
  • OURO

    1.793,80
    +0,70 (+0,04%)
     
  • BTC-USD

    54.087,05
    -1.962,62 (-3,50%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.250,69
    -12,27 (-0,97%)
     
  • S&P500

    4.173,42
    +38,48 (+0,93%)
     
  • DOW JONES

    34.137,31
    +316,01 (+0,93%)
     
  • FTSE

    6.895,29
    +35,42 (+0,52%)
     
  • HANG SENG

    28.754,15
    +132,23 (+0,46%)
     
  • NIKKEI

    29.099,93
    +591,38 (+2,07%)
     
  • NASDAQ

    13.900,00
    -19,25 (-0,14%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7078
    +0,0058 (+0,09%)
     

Wikipédia agora tem serviço pago para gigantes da tecnologia

Redação Finanças
·1 minuto de leitura
Fundação que administra Wikipédia agora quer lucrar sobre as informações usadas por empresas
Fundação que administra Wikipédia agora quer lucrar sobre as informações usadas por empresas
  • Wikimedia Foundation, que administra a Wikipédia, lançou um serviço pago para empresas

  • Dados da enciclopédia virtual já são usados por gigantes como Apple, Facebook e Amazon

  • Serviço da Wikipédia continua gratuito, o novo produto é o Wikimedia Enterprise

A controladora da Wikipédia, a Wikimedia Foundation, divulgou na última terça-feira (16) um novo serviço, agora pago, que tem como alvo as gigantes da tecnologia, como Facebook, Google, Apple e Amazon. Mas não se preocupe: a maneira da Wikipédia funcionar vai ser mantida normalmente e de graça.

Leia também:

Objetivo do novo serviço

A ideia, segundo a fundação, é que o Wikimedia Enterprise ofereça mais possibilidades para as empresas que já usam os dados da enciclopédia virtual em seus próprios serviços ou que ainda o querem fazer e lucrar com isso.

Assim, ela oferece os artigos com a formatação personalizada usando uma API (Interface de Programação de Aplicações). Esse conjunto de padrões permite que as interfaces sejam criadas de uma maneira mais fácil a partir de dados da enciclopédia virtual.

O Google, por exemplo, já usava os serviços da Wikipédia nas buscas. A Siri, da Apple, e a Alexa, da Amazon, também utilizam algumas informações da enciclopédia. O que a Wikimedia agora quer fazer é lucrar sobre isso.