Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.976,70
    -2.854,45 (-2,55%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.668,64
    -310,37 (-0,60%)
     
  • PETROLEO CRU

    76,28
    -1,66 (-2,13%)
     
  • OURO

    1.754,00
    +8,40 (+0,48%)
     
  • BTC-USD

    16.572,07
    -22,64 (-0,14%)
     
  • CMC Crypto 200

    386,97
    +4,32 (+1,13%)
     
  • S&P500

    4.026,12
    -1,14 (-0,03%)
     
  • DOW JONES

    34.347,03
    +152,97 (+0,45%)
     
  • FTSE

    7.486,67
    +20,07 (+0,27%)
     
  • HANG SENG

    17.573,58
    -87,32 (-0,49%)
     
  • NIKKEI

    28.283,03
    -100,06 (-0,35%)
     
  • NASDAQ

    11.782,80
    -80,00 (-0,67%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,6244
    +0,0991 (+1,79%)
     

WhatsApp vai lembrar usuário de ativar autenticação de dois fatores

O WhatsApp começará a exibir um alerta para lembrar o usuário de configurar a autenticação de dois fatores (2FA) para proteção da conta. O aviso deve ser mostrado ao criar uma conta e ocasionalmente para quem ainda não o fez.

O recurso ainda está em fase de desenvolvimento, mas a tela de aviso, compartilhada pelo site especializado WABetaInfo, dá uma ideia do funcionamento. Com o título "Proteja sua conta", a mensagem explicará a vantagem de adicionar uma camada extra de segurança ao seu número de telefone.

Quando ativada, o Zap passará a exigir a inserção de um PIN de seis dígitos e um código enviado por SMS para registrar um novo dispositivo. O código vai para o número de telefone original ao qual o programa está vinculado, o que evita que terceiros acessem sua conta, mesmo que tenha acesso ao seu PIN.

O WhatsApp pode sugerir o uso da autenticação de dois fatores ao criar uma conta nova e de tempos em tempos (Imagem: Reprodução/WABetaInfo)
O WhatsApp pode sugerir o uso da autenticação de dois fatores ao criar uma conta nova e de tempos em tempos (Imagem: Reprodução/WABetaInfo)

Dois botões no pé da página darão opções para configurar a 2FA de imediato ou de saltar para fazê-lo em outra ocasião. O PIN de seis dígitos funcionará como uma senha específica do usuário. Será possível também adicionar um endereço de e-mail opcional para redefinir a senha, caso você a esqueça — este passo é altamente recomendável, já que não haverá outra forma de recuperar a conta se o usuário esquecer o PIN.

Quem optar por pular ou tocar no ícone de X (fechar), poderá usar o programa normalmente sem o adicional de segurança. Como a proteção é algo importante, o mensageiro deve exibir o alerta de vez em quando (não se sabe de quanto em quanto tempo) para alertar sobre a vulnerabilidade.

Autenticação de 2 fatores no Zap

O uso da autenticação de dois fatores não é algo exatamente novo, pois existe desde novembro de 2016. O problema é que o sistema ainda é falho e opcional, abrindo brecha para a atuação dos criminosos. Muita gente teve o "WhatsApp clonado" ao passar código para o criminoso, o que não ocorreria se tivessem o PIN configurado.

Em junho, foi visualizada uma mensagem que sugeria um segundo código de autenticação enviado para o número de telefone. Você precisaria inserir o primeiro, esperar um pouco e colocar o segundo para ter o pleno acesso à conta do WhatsApp. O proprietário do aparelho original ainda deve receber uma notificação para confirmar a entrada em outro dispositivo — o WhatsApp para desktop também deve ser contemplado.

Por enquanto, a nova tela de habilitação do 2FA foi vista na versão 2.22.23.17 do WhatsApp Beta para Android. Ainda não se trata de algo disponível, nem mesmo para os testadores, logo pode levar algum tempo para as pessoas receberem a atualização. A verdade é que toda ferramenta de proteção e segurança deve ser sempre ativada, assim você garante que seu perfil não será usado indevidamente por terceiros.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: