Mercado fechado
  • BOVESPA

    114.064,36
    +1.782,08 (+1,59%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.464,27
    +125,93 (+0,25%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,24
    -0,06 (-0,08%)
     
  • OURO

    1.742,80
    -7,00 (-0,40%)
     
  • BTC-USD

    44.727,87
    +1.355,80 (+3,13%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.119,18
    +10,26 (+0,92%)
     
  • S&P500

    4.448,98
    +53,34 (+1,21%)
     
  • DOW JONES

    34.764,82
    +506,50 (+1,48%)
     
  • FTSE

    7.078,35
    -5,02 (-0,07%)
     
  • HANG SENG

    24.510,98
    +289,44 (+1,19%)
     
  • NIKKEI

    29.639,40
    -200,31 (-0,67%)
     
  • NASDAQ

    15.296,00
    +132,50 (+0,87%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2253
    +0,0165 (+0,27%)
     

WhatsApp testa filtro de busca por data e mais restrições em quem vê seus dados

·3 minuto de leitura

Encontrar uma mensagem antiga no histórico das conversas do WhatsApp pode ser uma tarefa bastante difícil, principalmente se você não lembrar de uma palavra-chave forte ou com quem foi a conversa. Hoje, mesmo com a busca por termos específicos, o jeito é ler o chat para tentar localizar o que precisa. O app está testando uma forma de solucionar essa dificuldade.

Segundo o site WABetaInfo, o WhatsApp começou a trabalhar em uma ferramenta para limitar a busca de conversas por uma data específica. Assim, caso você lembre que falou sobre o assunto no último mês, a pesquisa ficará muito mais restrita do que se fosse necessário revirar as interações dos últimos cinco anos.

O filtro utilizará uma interface que permite selecionar dia, mês e ano para otimizar a localização. Dessa forma, você deve precisar rolar muito menos a tela para encontrar o que deseja se souber em qual período aquilo foi dito.

Este é um recurso que existe há pelo menos oito anos no rival Telegram (a rede até aproveitou para tirar uma onda), mas pode desembarcar no app de chat mais popular do Brasil. Por enquanto, está apenas em fase de testes internos no app para Android e não há previsão de quando deve chegar à versão estável.

Mudanças nas configurações de privacidade

O mesmo site também divulgou hoje que o WhatsApp está finalmente reformulando a tela de configurações de privacidade. A ideia é oferecer mais controle sobre quem pode ver dados como a última vez que você esteve online, a foto do perfil e as informações pessoais. Hoje, é possível escolher entre três configurações básicas para cada uma delas: Todos, Meus Contatos ou Ninguém.

Hoje são apenas três opções disponíveis (Imagem: Captura de tela/Canaltech)
Hoje são apenas três opções disponíveis (Imagem: Captura de tela/Canaltech)

Sempre faltou uma opção para que a exibição fosse para apenas um contato específico, o que levava muita gente a optar pelo uso do "Ninguém" quando precisava evitar que somente uma pessoa tivesse acesso aos dados. Agora, o WhatsApp pode incluir uma nova chamada "Meus Contatos, exceto...", que deve permitir excluir um ou outro usuário de ver suas informações mais pessoais.

Você poderá escolher apenas pessoas específicas para não verem seus dados pessoais (Imagem: Reprodução/WABetaInfo)
Você poderá escolher apenas pessoas específicas para não verem seus dados pessoais (Imagem: Reprodução/WABetaInfo)

Embora a captura mostre apenas a opção "Visto por último", ela deve ser aplicável as demais opções, como ocorre hoje em "Foto do Perfil", "Recado" e "Status". Lembre-se que desativar esse recurso para alguma pessoa fará com que você também não veja as informações dela.

O print foi tirado no WhatsApp para iOS, mas o recurso deve chegar também para o Android, embora não haja uma data estipulada para o lançamento — que ainda se encontra em fase de testes e pode sofrer alterações. Para o usuário, só resta torcer para que o WhatsApp habilite essa novidade quanto antes, afinal ela pode trazer benefícios reais para as pessoas.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos