Mercado abrirá em 1 h 57 min
  • BOVESPA

    110.611,58
    -4.590,65 (-3,98%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.075,41
    +732,87 (+1,58%)
     
  • PETROLEO CRU

    65,69
    +0,64 (+0,98%)
     
  • OURO

    1.700,30
    +22,30 (+1,33%)
     
  • BTC-USD

    54.136,66
    +4.202,36 (+8,42%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.093,06
    +68,86 (+6,72%)
     
  • S&P500

    3.821,35
    -20,59 (-0,54%)
     
  • DOW JONES

    31.802,44
    +306,14 (+0,97%)
     
  • FTSE

    6.749,48
    +30,35 (+0,45%)
     
  • HANG SENG

    28.773,23
    +232,40 (+0,81%)
     
  • NIKKEI

    29.027,94
    +284,69 (+0,99%)
     
  • NASDAQ

    12.552,75
    +255,50 (+2,08%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,9924
    +0,0326 (+0,47%)
     

WhatsApp Pay deve ganhar integração com o Pix e ser lançado no 1º semestre

Rubens Eishima
·1 minuto de leitura

Durante evento com a imprensa nesta quarta-feira (27), o diretor-executivo da Cielo, Paulo Caffarelli, afirmou que o sistema de pagamentos do WhatsApp deve ser liberado pelo Banco Central (BC) ainda neste semestre. E além de oferecer opções de pagamento e transferência entre os usuários do app, o serviço já deve chegar ao mercado integrado ao serviço Pix do BC.

A Cielo é a parceira do WhatsApp/Facebook para o processamento das transações do Facebook Pay, serviço por trás do novo recurso do WhatsApp — a relação entre o app e a rede social é parte da dor de cabeça enfrentada pelo aplicativo de mensagens com as novas regras de integração com a matriz.

“Estamos próximos de autorização do BC [para o WhatsApp Pay]. Não digo ainda que deve ser no primeiro trimestre, mas deve ser no primeiro semestre”, afirmou Caffarelli.

O sistema de pagamentos do WhatsApp foi anunciado no Brasil em junho de 2020, mas o período de testes foi interrompido após um pedido de esclarecimentos do Banco Central. Desde então foi lançado o Pix, sistema de transferências digitais 24 horas do próprio BC, usado de maneira indireta pelo Banco do Brasil para transferir dinheiro via WhatsApp.

O executivo afirmou ainda que o sistema do aplicativo já deve chegar ao mercado integrado ao Pix, eliminando uma possível limitação de transferências apenas entre os usuários do “Zap”. O sistema do BC deve ser oferecido também nas maquininhas da Cielo, como alternativa aos pagamentos com cartão ou NFC, mas que a adoção da funcionalidade depende de um processo de “aculturamento” do mercado.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: