Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.035,17
    -2.220,83 (-1,98%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.592,91
    +282,61 (+0,64%)
     
  • PETROLEO CRU

    61,66
    -1,87 (-2,94%)
     
  • OURO

    1.733,00
    -42,40 (-2,39%)
     
  • BTC-USD

    43.803,80
    -3.235,96 (-6,88%)
     
  • CMC Crypto 200

    912,88
    -20,25 (-2,17%)
     
  • S&P500

    3.811,15
    -18,19 (-0,48%)
     
  • DOW JONES

    30.932,37
    -469,63 (-1,50%)
     
  • FTSE

    6.483,43
    -168,53 (-2,53%)
     
  • HANG SENG

    28.980,21
    -1.093,99 (-3,64%)
     
  • NIKKEI

    28.966,01
    -1.202,29 (-3,99%)
     
  • NASDAQ

    12.905,75
    +74,00 (+0,58%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7646
    +0,0257 (+0,38%)
     

WhatsApp não vai abrir mão de sua controversa nova política de privacidade

Diego Sousa
·2 minuto de leitura

O WhatsApp revelou nesta quinta-feira (18) que usará o recurso Status do aplicativo para esclarecer dúvidas e dar mais informações sobre a atualização dos Termos de Serviço e da Política de Privacidade. As mudanças, que entrariam em vigor no último dia 8, serão implementadas apenas no dia 15 de maio, dando mais algum tempo para as pessoas entenderem as alterações do mensageiro.

Segundo comunicado em seu blog, o WhatsApp afirma que esse é o primeiro passo de muitos para promover uma comunicação mais clara entre os usuários. Além disso, em breve, o mensageiro começará a exibir um aviso sobre a oferta de mais tempo para entender o que muda e o que não muda com a atualização. Na prática, isso significa que eventualmente todos serão obrigados a aceitar as mudanças para seguir usando o aplicativo.

Embora a companhia não tenha revelado como serão veiculados esses avisos na plataforma, nesta semana o site WABetaInfo encontrou uma nova tela de aviso de privacidade na versão beta mais recente do WhatsApp. Ela tira algumas das principais dúvidas dos usuários sobre as alterações, como privacidade das conversas pessoais, compartilhamento de dados com o Facebook e a divulgação de anúncios.

A mensagem reitera que suas conversas pessoais serão sempre protegidas com a criptografia de ponta a ponta, ou seja, elas não serão lidas nem ouvidas pela companhia. Além disso, os diálogos com contas comerciais estão simplificados para que os consumidores recebam respostas mais rápidas, embora o contato com estabelecimentos seja totalmente opcional.

(Imagem: Reprodução/WABetaInfo)
(Imagem: Reprodução/WABetaInfo)

Sobre o compartilhamento de dados com o Facebook e o direcionamento de propagandas, o aviso reforça que os usuários não serão expostos sem antes conversar com contas comerciais que fazem uso de ferramentas para melhor encontrar seu público-alvo.

Novos termos de privacidade: o que muda?

Basicamente, as alterações nos termos de privacidade esclarecem que as conversas entre usuários e perfis comerciais de grandes empresas do WhatsApp Business podem ser guardadas pelas próprias companhias. Ou seja, se você iniciar um chat com uma empresa que utiliza uma conta comercial no "Zap", as conversas serão armazenadas em algum serviço de hospedagem por ela.

Inofgráfico detalha como o mensageiro lida com sua privacidade (Imagem: Divulgação/WhatsApp)
Inofgráfico detalha como o mensageiro lida com sua privacidade (Imagem: Divulgação/WhatsApp)

A atualização não afeta os usuários que usam o WhatsApp apenas para enviar mensagens para familiares e amigos ou que conversam com pequenas empresas que não usam o Business API — ou seja, pode ficar tranquilo.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: