Mercado fechará em 5 h 3 min

WhatsApp lança envio de dinheiro pelo app, começando no Brasil

Redação Finanças
·3 minutos de leitura
Pagamentos pelo WhatsApp. Foto: Divulgação
Pagamentos pelo WhatsApp. Foto: Divulgação

O WhatsApp anunciou nesta segunda-feira (15) o lançamento global de um novo recurso: transferência de dinheiro. E o primeiro país a receber a novidade é o Brasil. O recurso começa a ser disponibilizado a partir desta segunda e deve chegar gradualmente a todos os usuários brasileiros nas próximas semanas.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

Com o recurso, pequenas e micro empresas podem vender e receber o pagamento diretamente pelo WhatsApp. Pessoas físicas poderão enviar dinheiro sem taxas, mas para receber, empresas precisam ter uma conta comercial no app pelo WhatsApp Business e pagar uma taxa de processamento.

Leia também

As operações de transferência de dinheiro são processados pela Cielo, líder no setor de pagamentos eletrônicos no Brasil. A princípio, poderão ser utilizados cartões de débito e crédito das bandeiras Visa e Mastercard emitidos pelo Banco do Brasil, Nubank e Sicredi. Mais empresas devem aderir ao programa no futuro.

Para evitar transações não autorizadas, será necessário criar um PIN de 6 dígitos ou usar a biometria do celular – o leitor de impressões digitais ou o reconhecimento facial – para autorizar cada transação. Entre pessoas físicas, as transferências são limitadas a cartões de débito, até R$ 1.000 por transação, R$ 5.000 por mês e até 20 transações por dia.

De acordo com o WhatsApp, somente os bancos terão acesso aos registros das transações, e não ficarão salvos nos servidores do aplicativo. Por conta disso, os pagamentos não são 100% criptografados como as mensagens do app.

A tecnologia usada tem como base o Facebook Pay, sistema de pagamentos da rede social que é dona do WhatsApp. "No futuro, queremos que pessoas e empresas possam usar os mesmos dados de pagamento em toda a família de aplicativos do Facebook", disse o WhatsApp no anúncio da novidade. O Facebook é dono, também, do Instagram.

"Mais de 10 milhões de micro e pequenas empresas movimentam a economia brasileira, e já é muito comum 'mandar um zap' para essas empresas para tirar dúvidas sobre produtos e fazer pedidos", disse a empresa em comunicado. “Com o recurso de pagamentos no WhatsApp, além de ver os produtos no catálogo, os clientes também poderão fazer o pagamento do produto escolhido sem sair do WhatsApp."

Segundo informações do UOL, o WhatsApp ainda negocia com Bradesco, Itaú e Santander, além do Banco Inter e a Elo, que seria uma opção à Cielo. O recurso estava programado para estrear na Índia em 2019, mas as tratativas com o governo indiano emperraram o lançamento por lá.

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.