Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.672,76
    -3.755,42 (-3,28%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.402,73
    -283,30 (-0,54%)
     
  • OURO

    1.770,00
    -0,50 (-0,03%)
     
  • BTC-USD

    64.081,28
    +2.376,36 (+3,85%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.481,22
    +17,87 (+1,22%)
     
  • S&P500

    4.519,63
    +33,17 (+0,74%)
     
  • DOW JONES

    35.457,31
    +198,70 (+0,56%)
     
  • FTSE

    7.217,53
    +13,70 (+0,19%)
     
  • HANG SENG

    25.787,21
    +377,46 (+1,49%)
     
  • NIKKEI

    29.215,52
    +190,06 (+0,65%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5087
    +0,1172 (+1,83%)
     

WhatsApp, Instagram e Facebook passam por instabilidade e caem juntos

·3 minuto de leitura

Os serviços do Facebook, incluindo a rede social homônima, o Instagram e o WhatsApp apresentaram falha no início da tarde desta segunda-feira (4) e ficaram inacessíveis para vários usuários ao redor do mundo. Devido à instabilidade, usuários foram incapazes de utilizar os serviços e se depararam com mensagens de erro.

O site Down Detector, que reconhece os momentos em que essas falhas acontecem graças ao forte fluxo de usuários pesquisando se um serviço está fora do ar, confirma a instabilidade. O pico de reclamações acontece a partir das 12h30 no horário de Brasília.

A partir de 12h30, usuários passaram a relatar problemas com o aplicativo(Imagem: Captura de Tela/Renato Santino/Canaltech)
A partir de 12h30, usuários passaram a relatar problemas com o aplicativo(Imagem: Captura de Tela/Renato Santino/Canaltech)

Uma pesquisa rápida no Twitter mostra que o problema foi generalizado, com vários usuários reclamando que todos os serviços do Facebook caíram de uma só vez. O bug afeta usuários no mundo inteiro, o que pode ser verificado pela diversidade de idiomas utilizadas para se queixar da instabilidade.

Pelo Twitter, o WhatsApp, o Facebook e o Instagram reconheceram o problema e disseram que já estão trabalhando para retomar o funcionamento normal dos serviços:

Também pelo Twitter, Mike Schroepfer, diretor de tecnologia do Facebook, publicou um pedido de desculpas aos usuários impactados pelo apagão nos produtos da empresa. "Sinceras desculpas a todo mundo afetado pelos apagões nos serviços que dependem do Facebook no momento. Estamos enfrentando problemas de rede e equipes estão trabalhando o mais rápido possível para corrigir e restaurar tudo o mais rápido possível", afirmou.

Até o momento não há uma explicação oficial. Como reporta o jornalista especializado em segurança Brian Krebs, o problema parece residir em um sistema chamado Border Gateway Protocol (BGP). Esse protocolo permite que provedores de internet compartilhem informações para determinar quais provedores roteiam o tráfego web para diferentes endereços de internet.

Alguém no Facebook parece ter feito uma alteração indevida no BGP da empresa, o que fez com que o “mapa virtual” necessário para que alguém chegue até os serviços da empresa fosse “queimado”. O resultado é que ao digitar “facebook.com”, os provedores não fazem a menor ideia de para onde levar o usuário; isso vale também para os apps que tentam se conectar com os serviços da empresa.

A informação também é reforçada por Dane Kecht, vice-presidente da Cloudflare, gigante da infraestrutura de redes, que afirma que as rotas BGP do Facebook parecem ter sido removidas da internet.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos