Mercado fechado

WhatsApp cria parceria com SEBRAE para ser usado pelas pequenas empresas em SP

Rui Maciel

WhatsApp e SEBRAE-SP anunciaram nessa quarta-feira (13) uma parceria para fazer com que a versão Business do mensageiro se torne o principal canal de comunicação das pequenas empresas. Inicialmente, a ação será restrita ao estado de São Paulo.

A ideia é realizar o treinamento de centenas de milhares de pequenos empresários, explicando o funcionamento dos recursos e melhores práticas do WhatsApp Business. Os materiais de treinamento estarão disponíveis no site do SEBRAE-SP, redes sociais e outros canais digitais.

Ainda de acordo com a entidade, o WhatsApp, em sua versão padrão, já é usado por 72% dos pequenos negócios do Brasil, seja para se comunicar com seus clientes, realizar atendimentos e também para fechar vendas.

Lançado em 2018, o WhatsApp Business também tem ferramentas adicionais em relação a versão padrão do mensageiro. Segundo seus administradores, esses recursos permitem uma conversão de vendas mais eficiente. Um dos exemplos citados pela companhia foi a loja Cupcakes by Isa, uma confeitaria online da cidade de São Carlos (SP), onde 60% das vendas são fechadas via WhatsApp. Outros cases podem ser visualizados no site oficial do app.

O impacto econômico do WhatsApp do Brasil

Durante o evento em que anunciava a parceria com o SEBRAE, o WhatsApp divulgou um documento que mostra qual o impacto econômico do mensageiro no Brasil. De acordo com os números, 50% das pequenas e médias empresas que usam o WhatsApp no país afirmam que estruturaram seus negócios na plataforma. Além disso, 73% das pequenas e médias empresas que usam o app por aqui afirmam ter ampliado o volume de vendas graças à plataforma. Para completar, 75% dos empreendimentos de pequeno e médio porte que usam o WhatsApp no Brasil acreditam que o "Zap" viabiliza a venda de produtos ou serviços em outras cidades, estados e países.

Sem monetização e privacidade

O primeiro objetivo desta parceria entre WhatsApp e SEBRAE é incentivar os micro e pequenos empreendedores a fazer a transição da versão padrão do mensageiro para o WhatsApp Business. No entanto, segundo Pablo Bello, Head of Private Messaging Policy para América Latina no Facebook (controladora do WhatsApp), essa transição não visa uma monetização por parte do mensageiro. "Não está previsto nenhum tipo de monetização do WhatsApp Business para as micro e pequenas empresas aqui no Brasil", afirmou. "A ideia é apenas fazer com que os empreendedores usem as ferramentas extras que a versão corporativa traz e que podem ajudar no relacionamento com seus clientes. Uma delas é a de Analytics, onde ele pode visualizar as estatísticas de interação com seus clientes", completa.

Quando questionado sobre a privacidade e a questão de publicidade cruzada entre WhatsApp, Instagram e Facebook (pertencentes ao mesmo grupo), Bello destacou que toda a comunicação dentro do mensageiro é feita de forma criptografada e que uma plataforma não terá acesso a outra nessa questão. "Facebook e Instagram não têm como saber como o usuário visualizou um anúncio dentro do WhatsApp, uma vez que trata-se de uma plataforma de comunicação fechada e criptograda", disse o executivo. "E o mesmo vale para o caminho inverso, ou seja, os administradores do WhatsApp também não têm acesso aos hábitos de navegação das nossas outras redes sociais".

Quando questionado em relação à chegada do Facebook Pay, Bello declarou que não há uma previsão de implementação do sistema de pagamento junto ao WhatsApp: "Hoje, o WhatsApp Business é usado apenas como um canal de comunicação entre as empresas e seus clientes. Não teremos nenhum tipo de transação dentro dele, pelo menos por enquanto. Mas, claro, não descartamos essa possibilidade no futuro".

Início do programa 

A parceria entre WhatsApp e SEBRAE para capacitação dos empreendedores será iniciada em janeiro de 2020. Segundo Alexandre Robazza, Gerente de Relacionamento com o Cliente do SEBRAE-SP, o objetivo é atender 50 mil clientes no início da operação.

"Os treinamentos serão feitos tanto de forma online, quanto presencial, com o envio de conteúdo para todos os participantes", afirmou Robazza. "Juntos, o WhatsApp e o Sebrae-SP desenvolverão conteúdo informativo para ser distribuído entre os empreendedores, abordando as vantagens do uso profissional do WhatsApp Business e promovendo a criação de redes para compartilhar conhecimento. O Sebrae-SP em conjunto com o WhatsApp capacitarão os funcionários em todo o estado, para expandir a disseminação de conteúdo, ampliando o conhecimento para toda a sua rede."

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: