Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.439,37
    -2.354,91 (-2,07%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.307,71
    -884,62 (-1,69%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,96
    -0,65 (-0,90%)
     
  • OURO

    1.753,90
    -2,80 (-0,16%)
     
  • BTC-USD

    48.048,56
    -667,54 (-1,37%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.193,48
    -32,05 (-2,62%)
     
  • S&P500

    4.432,99
    -40,76 (-0,91%)
     
  • DOW JONES

    34.584,88
    -166,44 (-0,48%)
     
  • FTSE

    6.963,64
    -63,84 (-0,91%)
     
  • HANG SENG

    24.920,76
    +252,91 (+1,03%)
     
  • NIKKEI

    30.500,05
    +176,71 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.282,75
    -226,75 (-1,46%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1994
    +0,0146 (+0,24%)
     

WhatsApp começa a liberar acesso a múltiplos dispositivos para todos

·2 minuto de leitura

Após debutar com sucesso na versão beta para Android, o WhatsApp começou a liberar para todos o acesso para múltiplos dispositivos simultâneos a uma mesma conta do app. Agora, usuários das versões estáveis podem compartilhar um único perfil em até quatro aparelhos diferentes de forma independente.

Para ter acesso, é preciso atualizar o aplicativo para a versão mais recente disponível na loja oficial — App Store ou Play Store. Em três celulares da redação do Canaltech, um Android e dois iOS, já foi possível experimentar o recurso, embora não tenha havido nenhum anúncio da companhia.

A partir da adesão ao serviço, a versão web do WhatsApp e o aplicativo para computador começarão a funcionar de forma autônoma, sem precisar que algum celular esteja conectado na internet. A sincronização é feita de modo instantâneo, logo que os dispositivos se conectam à rede: quando uma mensagem é enviada pelo computador a grupos ou contatos, ela também fica disponível no telefone assim que a conexão for reestabelecida — dá para continuar a conversa de onde ela parou em qualquer aparelho vinculado.

Apesar de estrear na versão estável do app, o recurso oficialmente batizado de "Múltiplos aparelhos" ainda se encontra em fase de testes. Sendo assim, ele chega com algumas limitações, como a restrição de enviar mensagens ou fazer chamadas apenas com pessoas com versões atualizadas do app no celular, mas isso deve ser minimizado em breve, afinal a maioria deve aplicar a atualização nos próximos dias.

A versão estável do Android também recebeu esse "recurso beta" (Imagem: Captura de tela/Canaltech)
A versão estável do Android também recebeu esse "recurso beta" (Imagem: Captura de tela/Canaltech)

Outro porém é uma redução momentânea no desempenho e na qualidade do aplicativo, o que pode afetar ligações por áudio e vídeo. Alguns usuários também relatam dificuldades na versão desktop, como a inexistência da opção de fixar conversas e o "novo arquivamento".

Vale destacar, porém, que é possível deixar de usar a versão beta do Múltipls Aparelhos a qualquer momento, ou seja, você pode iniciar o teste e retornar à função normal (que não permite conectar em mais de um aparelho de forma autônoma) a qualquer momento.

Tudo protegido

Segundo o WhatsApp, todas as mensagens continuarão protegidas pela criptografia de ponta a ponta: apenas os dispositivos autorizados conseguirão ter acesso ao conteúdo. Qualquer tentativa de interceptação necessitará da chave para decodificar o conteúdo das mensagens, fotos, áudios e vídeos.

O Canaltech entrou em contato com a representação do WhatsApp no Brasil e aguarda um posicionamento para atualizar o texto.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos