Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.850,27
    -126,43 (-0,12%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.129,42
    -539,22 (-1,04%)
     
  • PETROLEO CRU

    76,94
    +0,66 (+0,87%)
     
  • OURO

    1.740,30
    -13,70 (-0,78%)
     
  • BTC-USD

    16.245,06
    -319,68 (-1,93%)
     
  • CMC Crypto 200

    380,99
    +0,70 (+0,18%)
     
  • S&P500

    3.961,66
    -64,46 (-1,60%)
     
  • DOW JONES

    33.843,04
    -503,99 (-1,47%)
     
  • FTSE

    7.474,02
    -12,65 (-0,17%)
     
  • HANG SENG

    17.297,94
    -275,64 (-1,57%)
     
  • NIKKEI

    28.162,83
    -120,20 (-0,42%)
     
  • NASDAQ

    11.587,00
    -195,75 (-1,66%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5541
    -0,0703 (-1,25%)
     

WhatsApp começa a bloquear prints de tela em fotos e vídeo de visualização única

***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 17.09.2021 - Still de mão segurando um celular com o aplicativo whatsapp aberto. (Foto: Gabriel Cabral/Folhapress)
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 17.09.2021 - Still de mão segurando um celular com o aplicativo whatsapp aberto. (Foto: Gabriel Cabral/Folhapress)

SÃO JOSÉ DO RIO PRETO, SP (FOLHAPRESS) - O WhatsApp está implementando, de forma gradual, o recurso de bloqueio de captura de tela em fotos e vídeos de visualização única. O mecanismo, que garante mais segurança no envio de arquivos de imagens feitas para não ficarem registradas, está disponível apenas para testadores da versão Beta.

De acordo com a empresa de propriedade da Meta, ainda não existe uma data para que o recurso chegue a todas as versões do aplicativo.

A novidade veio pouco mais de um ano depois que a função de compartilhar imagens que só podem ser vistas uma única vez foi lançada.

Em agosto de 2021, inspirado no aplicativo Snapchat, o WhatsApp passou a permitir que o usuário envie arquivos de conteúdo sensível sem que eles se tornem um registro digital permanente. Após a visualização, o conteúdo é automaticamente apagado e a mensagem passa a ser exibida apenas como "aberta".

Segundo a empresa de Mark Zuckerberg, o objetivo era dar ao usuário ainda mais controle sobre sua própria privacidade.

No entanto, a função chegou para o usuário com algumas brechas. Além de permitir que o destinatário realizasse a captura da tela ao abrir a imagem, o remente também não era avisado quado o conteúdo fosse "printado".

Agora, com o novo recurso, ao tentar realizar o print da tela em uma mensagem autodestrutiva o aplicativo exibirá uma mensagem de que não é possível fazer a captura de tela devido à política de segurança.

De acordo com o site WABetaInfo, especializado em atualizações do app, o uso de outros aplicativos de captura de tela também não será possível. Ao fazer o print da tela do WhatsApp a partir de outro app, a imagem ficará preta. A tentativa de captura de tela não será notificada ao remente da mensagem.

Ainda segundo o WABetaInfo, utilizar a função de gravação de tela antes de abrir uma mensagem de visualização única também não surtirá efeito. Durante esse processo, ao abrir a mensagem autodestrutiva a gravação do vídeo será interrompida.

Por enquanto, o bloqueio na captura de tela em imagens de visualização única foi identificada no WhatsApp Beta para Android na versão 2.22.22.3.