Mercado fechará em 5 h 41 min
  • BOVESPA

    109.924,32
    +522,91 (+0,48%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.799,46
    -434,91 (-0,85%)
     
  • PETROLEO CRU

    75,87
    -1,06 (-1,38%)
     
  • OURO

    1.790,60
    +9,30 (+0,52%)
     
  • BTC-USD

    17.022,93
    -232,65 (-1,35%)
     
  • CMC Crypto 200

    401,49
    -9,73 (-2,37%)
     
  • S&P500

    3.998,84
    -72,86 (-1,79%)
     
  • DOW JONES

    33.947,10
    -482,78 (-1,40%)
     
  • FTSE

    7.541,31
    -26,23 (-0,35%)
     
  • HANG SENG

    19.441,18
    -77,11 (-0,40%)
     
  • NIKKEI

    27.885,87
    +65,47 (+0,24%)
     
  • NASDAQ

    11.808,75
    +3,00 (+0,03%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5170
    -0,0164 (-0,30%)
     

WhatsApp poderá oferecer compras com cartão

Visa poderá implementar o programa de pagamentos vinculados ao WhatsApp (Getty Image)
Visa poderá implementar o programa de pagamentos vinculados ao WhatsApp (Getty Image)
  • Banco Central (BC) autorizou mudanças no regulamento da Visa;

  • Empresa quer oferecer pagamento via cartão pelo WhatsApp;

  • Plataforma da Meta já permite transações financeiras através do mensageiro.

Na última sexta-feira (18), o Banco Central (BC) autorizou mudança de regulamento na realização de pagamento da empresa Visa. Com a alteração, a companhia poderá implementar o programa de pagamentos vinculados ao WhatsApp.

O recurso possibilitará a realização de transações de compra com cartão de crédito, de débito e pré-pago. A modalidade tem como objetivo viabilizar compras de empresas direto no app de mensagens utilizando um cartão Visa.

“Destaca-se que a autorização concedida é apenas uma das etapas necessárias à liberação do programa Facebook Pay no caso dos arranjos de compra, que continua sobrestado até que outros requisitos regulatórios aplicáveis, especialmente aqueles relacionados a aspectos concorrenciais e não discriminatórios no credenciamento, tenham seu cumprimento comprovado pelas instituições envolvidas em sua implementação”, explicou o BC, em comunicado.

Ainda em março de 2021, o BC já havia autorizado a realização de transferências de valores através da plataforma da Meta.

Em nota, o Banco Central ressaltou que essa autorização concedida é apenas uma das etapas necessárias à liberação do programa Facebook Pay no caso dos arranjos de compra.

“O programa continua sobrestado até que outros requisitos regulatórios aplicáveis, especialmente aqueles relacionados a aspectos concorrenciais e não discriminatórios no credenciamento, tenham seu cumprimento comprovado pelas instituições envolvidas em sua implementação”, salientou a instituição reguladora.