Mercado fechado
  • BOVESPA

    100.591,41
    -172,20 (-0,17%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.435,45
    +140,62 (+0,29%)
     
  • PETROLEO CRU

    111,84
    +2,27 (+2,07%)
     
  • OURO

    1.821,40
    -3,40 (-0,19%)
     
  • BTC-USD

    20.348,25
    -534,05 (-2,56%)
     
  • CMC Crypto 200

    441,05
    -9,01 (-2,00%)
     
  • S&P500

    3.821,55
    -78,56 (-2,01%)
     
  • DOW JONES

    30.946,99
    -491,27 (-1,56%)
     
  • FTSE

    7.323,41
    +65,09 (+0,90%)
     
  • HANG SENG

    22.418,97
    +189,45 (+0,85%)
     
  • NIKKEI

    27.049,47
    +178,20 (+0,66%)
     
  • NASDAQ

    11.680,50
    -360,00 (-2,99%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5414
    -0,0027 (-0,05%)
     

WhatsApp já está liberando grupos com 512 pessoas

Atualmente, o limite permitido é de 256 participantes (Getty Images)
Atualmente, o limite permitido é de 256 participantes

(Getty Images)

  • WhatsApp já está liberando grupos com 512 usuários, segundo o WABetaInfo;

  • Recurso foi visto em versões beta e mais recentes;

  • Não se sabe se a novidade chegará ao Brasil neste momento.

O WhatsApp deve liberar, nas próximas 24 horas, uma atualização que permite a criação de grupos com até 512 usuários. Atualmente, o limite permitido é de 256 participantes.

A informação foi compartilhada pelo site WABetaInfo, que aponta que as versões beta (de testes) já estão recebendo o recurso. É o caso do patch 2.22.12.10 do WhatsApp Beta para Android e do 22.12.0.70 para iOS. Entretanto, os relatos mostram que usuários que estão instalando as versões mais recentes para Androis, iOS e desktop também já podem usar a funcionalidade.

“Uma das principais solicitações que recebemos consistentemente é a opção de adicionar mais pessoas a um bate-papo, então agora estamos lançando lentamente a capacidade de adicionar até 512 pessoas a um grupo”, disse a empresa em comunicado oficial no último mês.

E no Brasil?

Ainda não está claro se a novidade será disponibilizada ao Brasil. O motivo está relacionado à promessa do WhatsApp feita ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) de não lançar o recurso ‘comunidades’ no país até o segundo turno da eleição presidencial, marcado para 30 de outubro.

O ‘comunidades’ funcionará como um grupo que reúne outros grupos. Atualmente, o número máximo de integrantes de uma conversa é 256. Em um primeiro momento, as comunidades terão um limite de 10 grupos com 256 integrantes cada um, ou seja, 2.560 usuários. Após a primeira fase, o WhatsApp estuda aumentar o número de participantes por grupo para 512.

A preocupação com interferências democráticas tem uma base forte em casos internacionais. Nas eleições presidenciais de 2020 nos Estados Unidos, parte considerável da desinformação que resultou na invasão do Capitólio foi disseminada pela internet. Já no Brasil, o WhatsApp foi o principal veículo de desinformação política na eleição de 2018.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos