Mercado fechado

WEG comprará fábrica de transformadores em Minas Gerais

Juliano Passaro
WEG comprará fábrica de transformadores em Minas Gerais

A Weg (WEGE3) comunicou nesta quinta-feira (16) que realizou um acordo com a Transformadores e Serviços de Energia das Américas (TSEA) para a aquisição de uma fábrica de transformadores localizada em Betim, Minas Gerais.

A fábrica tem 32.500 m² de área construída. Além disso, a unidade conta com equipamentos de última geração e uma equipe de 250 funcionários. A fábrica que será comprada pela Weg possui como foco a fabricação de transformadores de força, reatores shunt e autotransformadores de força com classe de tensão até 800kV e potência até 500MVA.

Vale ressaltar que a operação ainda precisa de uma aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). “A aquisição da fábrica de Betim deixa a WEG em uma posição privilegiada para atender os importantes investimentos em infraestrutura que devem ocorrer nas Américas nos próximos anos”, afirmou o diretor da Weg, Carlos Prinz, em comunicado.

Weg assina contrato com Aliança Energia

A Weg assinou contratos para fornecer aerogeradores a um complexo eólico da Aliança Energia, empresa que possui a Vale (VALE3) e a Cemig (CMIG4) como sócias. A informação foi divulgada pela companhia, na última terça-feira (14), por meio de um comunicado ao mercado.

Veja também: Taurus anuncia novo CEO de subsidiária norte-americana

O acordo estabelecido entre as companhias prevê o fornecimento de 43 aerogeradores de 4,2 MW. A Weg prestará ainda os serviços de logística, montagem, comissionamento, operação e manutenção para a Aliança Energia.

De acordo com o comunicado, as entregas das turbinas de energia eólica devem começar em 2021 e se estender até 2022.

Os aerogeradores serão utilizados para a construção de quatro parques eólicos com capacidade de 180,6 MW de capacidade instalada. A estimativa é que o complexo eólico tenha faturamento de aproximadamente R$ 590 milhões.

O acordo anunciado na terça-feira não é o primeiro entre as duas empresas. Em 2015, a Weg forneceu aerogeradores para o complexo eólico Santo Inácio, que é controlado pela Aliança Energia. A Aliança atua no mercado de geração e comercialização de energia elétrica e é formada pela Vale, que possui participação de 55% na empresa, e pela Cemig, que detém 45% dos papéis.