Mercado fechado
  • BOVESPA

    125.052,78
    -1.093,88 (-0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.268,45
    +27,94 (+0,06%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,17
    +0,26 (+0,36%)
     
  • OURO

    1.802,10
    -3,30 (-0,18%)
     
  • BTC-USD

    34.029,50
    +814,01 (+2,45%)
     
  • CMC Crypto 200

    786,33
    -7,40 (-0,93%)
     
  • S&P500

    4.411,79
    +44,31 (+1,01%)
     
  • DOW JONES

    35.061,55
    +238,20 (+0,68%)
     
  • FTSE

    7.027,58
    +59,28 (+0,85%)
     
  • HANG SENG

    27.321,98
    -401,86 (-1,45%)
     
  • NIKKEI

    27.548,00
    +159,80 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.091,25
    +162,75 (+1,09%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1216
    +0,0014 (+0,02%)
     

Websérie musical homenageia a Era de Ouro do rádio

·2 minuto de leitura

RIO — A solidão causada pela pandemia em meio a uma homenagem aos tempos áureos do rádio brasileiro. Esta é a mistura que impulsiona a trama de “Rádio Acordar o Tempo”, websérie que estreou gratuitamente no canal do Sesc Rio no último sábado, 12, no YouTube e segue disponível até 12 de setembro.

Os cinco episódios que compõem o projeto acompanham Ernúbia, que, ao se ver completamente sozinha em seu apartamento durante a pandemia, transforma sua sala em uma emissora de rádio para que possa se comunicar com o mundo exterior. Nos moldes da Era de Ouro do rádio, a personagem compartilha suas reflexões e se apresenta interpretando canções eternizadas nas vozes de artistas como Maysa e Dalva de Oliveira.

Pensada como uma peça de teatro, a produção foi mais uma entre tantas a sofrer alterações devido à pandemia de Covid-19. A alternativa foi transformá-la em websérie, totalmente gravada no apartamento da atriz e cantora Luísa Vianna, na Rua Marquês de Abrantes, no Flamengo. A intérprete de Ernúbia conta que parte do cenário já integrava a decoração de sua casa.

— Divido o apartamento com duas amigas, e este é da avó de uma delas. Quando soubemos que viraria um produção para a web me pareceu adequado usar o apartamento de uma senhora de verdade como se fosse da Ernúbia. A Júlia Deccache (cenógrafa) montou esse cenário dentro da nossa sala. Alguns móveis já estavam aqui, como o sofá, a cristaleira e a mesa. E tem uns quadros antigos. Foi muito bacana combinar elementos já existentes com alguns mais novos — conta Luísa.

Apesar de parecer uma senhora, e muitas vezes ser tratada como tal, a protagonista da história não tem uma idade definida. Segundo a atriz, sua construção foi pensada para que represente todas as idades e possa ser vista de maneira atemporal:

— Ela é uma alegoria. É uma senhora, mas que às vezes se comporta como uma criança. Tem hora em que fala da aposentadoria, mas também se anima com coisas pequenas. Tem um sotaque antigo, que lembra muito o tempo da rádio, mas dá para ver que ela é de outra época. Ela ecoa uma antiguidade, mas também exala uma energia do presente — explica Luísa, revelando quais foram suas inspirações. — É uma homenagem a nossas mães, avós e outras mulheres que vivem no nosso imaginário e em nossos corações. Mas ela tem um pouco de Bibi Ferreira, Ângela Maria, Carmen Miranda, Eva Wilma. Há referências a artistas icônicas do nosso país.

A direção, o roteiro e a idealização de “Rádio Acordar o Tempo” são assinadas por Maria Isabel Iorio e Caio Riscado.

*Estagiário, sob a supervisão de Milton Calmon Filho

SIGA O GLOBO-BAIRROS NO TWITTER (OGlobo_Bairros)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos