Mercado fechado
  • BOVESPA

    96.582,16
    +1.213,40 (+1,27%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    36.801,37
    -592,34 (-1,58%)
     
  • PETROLEO CRU

    35,99
    -0,18 (-0,50%)
     
  • OURO

    1.868,10
    +0,10 (+0,01%)
     
  • BTC-USD

    13.456,69
    -86,23 (-0,64%)
     
  • CMC Crypto 200

    264,08
    +21,40 (+8,82%)
     
  • S&P500

    3.310,11
    +39,08 (+1,19%)
     
  • DOW JONES

    26.659,11
    +139,16 (+0,52%)
     
  • FTSE

    5.581,75
    -1,05 (-0,02%)
     
  • HANG SENG

    24.586,60
    -122,20 (-0,49%)
     
  • NIKKEI

    23.331,94
    -86,57 (-0,37%)
     
  • NASDAQ

    11.211,25
    -131,50 (-1,16%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7430
    +0,0086 (+0,13%)
     

Walmart planeja reduzir ocupação em lojas na Black Friday

Leslie Patton
·1 minuto de leitura

(Bloomberg) -- A Black Friday é conhecida por multidões de consumidores que se acotovelam para fazer uma boa compra. No Walmart, a imagem será diferente neste ano.

A maior varejista do mundo limitará o número de clientes em suas lojas a apenas 20% da capacidade normal, já que a ameaça do coronavírus se aproxima nesta temporada de compras de Natal. Outras mudanças na configuração das lojas incluem carrinhos higienizados e instruções para ajudar consumidores a manterem a distância enquanto escolhem produtos, disse o Walmart na quarta-feira.

O Walmart, um dos muitos varejistas que planejam fechar no Dia de Ação de Graças deste ano, abrirá às 5h da Black Friday. A empresa também pretende fazer promoções por um período mais longo, a partir do início de novembro, uma mudança em relação aos típicos descontos que começam perto do Dia de Ação de Graças.

Varejistas repensam as operações e iniciam as promoções de Natal mais cedo neste ano, enquanto tentam navegar por uma temporada de festas totalmente diferente. Mais de 75% dos consumidores americanos estão comprando mais cedo do que o normal, e 30% deles citaram preocupações com a saúde e segurança, de acordo com pesquisa do Conselho Internacional de Shopping Centers divulgada na sexta-feira.

Essas preocupações estão por trás das mudanças que ocorrerão no Walmart. Antes da abertura de cada uma de suas 4.750 lojas nos Estados Unidos em 27 de novembro, os clientes formarão fila única para entrar, e funcionários recomendarão o distanciamento. Os clientes deverão usar uma máscara e serão direcionados para o lado direito dos corredores.

For more articles like this, please visit us at bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2020 Bloomberg L.P.