Mercado abrirá em 9 h 24 min
  • BOVESPA

    122.979,96
    +42,09 (+0,03%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.789,31
    +417,33 (+0,85%)
     
  • PETROLEO CRU

    64,67
    -0,82 (-1,25%)
     
  • OURO

    1.868,00
    0,00 (0,00%)
     
  • BTC-USD

    40.876,15
    -4.149,10 (-9,22%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.132,09
    -121,05 (-9,66%)
     
  • S&P500

    4.127,83
    -35,46 (-0,85%)
     
  • DOW JONES

    34.060,66
    -267,13 (-0,78%)
     
  • FTSE

    7.034,24
    +1,39 (+0,02%)
     
  • HANG SENG

    28.593,81
    +399,72 (+1,42%)
     
  • NIKKEI

    28.008,09
    -398,75 (-1,40%)
     
  • NASDAQ

    13.162,00
    -50,00 (-0,38%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4334
    +0,0033 (+0,05%)
     

Walmart é processado por vender arma a homem que disse que planejava se matar

Marcus Couto
·1 minuto de leitura
Fachada do Walmart. (Foto: Getty Images)
Fachada do Walmart. (Foto: Getty Images)
  • Jacob Mace cometeu suicídio no final de 2019.

  • Ele comprou a arma no Walmart em que trabalhava.

  • Família diz que gerente sabia que Mace tinha ideias suicidas.

A rede de varejo Walmart está sendo processada nos Estados Unidos pela família de um homem que cometeu suicídio no final de 2019. As informações são do site Insider.

Leia também:

A família de Jacob Mace, que trabalhava no Walmart, acusa a gigante americana de ter vendido a ele uma arma mesmo estando ciente de que ele sofria de depressão.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

Pior, Mace já havia comentado com colegas de trabalho que tinha ideias de se matar, e o gerente do Walmart responsável sabia disso, também, segundo o processo.

O documento alega que o Walmart violou uma lei local que estabelece a proibição da venda de armas de fogo para indivíduos que comprovadamente sofram de distúrbios psicológicos.

No caso de Mace, ele havia sido diagnosticado com depressão, e inclusive passou dias sem trabalhar, com atestado médico, antes de comprar a arma em seu próprio trabalho com que tiraria sua vida.

Ao Insider, um porta-voz do Walmart afirmou que a empresa está “de coração partido”, que levará as alegações a sério e discutirá detalhes dentro da corte de justiça.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube