Mercado fechará em 6 h 54 min
  • BOVESPA

    123.576,56
    0,00 (0,00%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.633,91
    +764,43 (+1,50%)
     
  • PETROLEO CRU

    69,07
    -1,49 (-2,11%)
     
  • OURO

    1.830,90
    +16,80 (+0,93%)
     
  • BTC-USD

    38.778,29
    +264,87 (+0,69%)
     
  • CMC Crypto 200

    951,82
    +8,38 (+0,89%)
     
  • S&P500

    4.423,15
    +35,99 (+0,82%)
     
  • DOW JONES

    35.116,40
    +278,24 (+0,80%)
     
  • FTSE

    7.115,15
    +9,43 (+0,13%)
     
  • HANG SENG

    26.426,55
    +231,73 (+0,88%)
     
  • NIKKEI

    27.584,08
    -57,75 (-0,21%)
     
  • NASDAQ

    15.022,75
    -23,50 (-0,16%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1770
    +0,0115 (+0,19%)
     

Walmart é condenado por atrasar processo trabalhista dizendo que não conseguia entrar no Zoom

·1 minuto de leitura
**ARQUIVO**RIBEIRÃO PRETO, SP, 23.06.2011: Fachada de uma loja do Walmart em shopping, em Ribeirão Preto. (Foto: Silva Junior/ Folhapress)
**ARQUIVO**RIBEIRÃO PRETO, SP, 23.06.2011: Fachada de uma loja do Walmart em shopping, em Ribeirão Preto. (Foto: Silva Junior/ Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A antiga rede de supermercados Walmart foi condenada por agir de má-fé porque atrasou em um ano o julgamento de uma ação movida por uma ex-funcionária.

Segundo o processo, na 13ª Vara do Trabalho de Brasília, a empresa foi chamada para uma audiência telepresencial em julho de 2020, mas disse que não tinha a tecnologia necessária para participar.

Afirmou, ainda, que precisaria de uma sessão presencial para apresentar testemunhas. Teve o pedido acatado, e o julgamento foi temporariamente suspenso.

Mas o juiz Marcos Ulhoa Dani disse que as justificativas eram movimentos para protelar o fim do caso “sem qualquer motivo real, verdadeiro e concreto”, de acordo com o processo.

Primeiro, ele confirmou que o Walmart tinha condições de comparecer à audiência virtual, porque já havia participado de outras no mesmo formato. E no julgamento, marcado para junho, a empresa não levou novas evidências e dispensou os depoimentos.

Além das despesas com advogados, o Walmart deve pagar multa de quase R$ 7.000 para a ex-funcionária. Não cabe recurso.

Procurado pela reportagem, o Walmart diz que “o processo transcorreu normalmente e encaminha-se para o seu final, com o devido cumprimento da decisão pelo grupo”.​

A operação brasileira do Walmart foi vendida em 2018 e as lojas absorveram novos nomes do Grupo Big.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos