Waller diz que Fed pode reduzir tamanho de altas, mas não irá "aliviar" combate à inflação

Sede do Fed em Washington

WASHINGTON (Reuters) - O Federal Reserve pode considerar abrandar o ritmo dos aumentos de juros em sua próxima reunião, mas isso não deve ser visto como um "abrandamento" em seu compromisso de reduzir a inflação, disse o diretor do banco central norte-americano Christopher Waller no domingo.

Os mercados deveriam agora prestar atenção ao "ponto final" dos aumentos de juros, não ao ritmo de cada movimento, e esse ponto final é provavelmente ainda está longe, disse Waller em resposta a uma série de perguntas sobre política monetária em uma conferência econômica organizada pelo UBS na Austrália. "Depende da inflação."

"Estamos num ponto em que podemos começar a pensar talvez em ir para um ritmo mais lento", disse Waller, mas "não estamos aliviando... Pare de prestar atenção ao ritmo e comece a prestar atenção a onde o ponto final vai estar. Até que a inflação diminua, esse ponto final ainda está longe."

Relatório divulgado na semana passada que mostrou uma inflação mais lenta do que o esperado em outubro foi "uma boa notícia", mas "apenas um dado" que precisa ser seguido por outras leituras semelhantes para mostrar de forma convincente que a inflação está diminuindo, disse ele.

(Reportagem de Howard Schneider)