Mercado abrirá em 2 h 20 min
  • BOVESPA

    106.858,87
    +1.789,18 (+1,70%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.605,56
    +8,27 (+0,02%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,17
    +1,68 (+2,42%)
     
  • OURO

    1.779,00
    -0,50 (-0,03%)
     
  • BTC-USD

    51.448,87
    +3.974,84 (+8,37%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.332,86
    +72,70 (+5,77%)
     
  • S&P500

    4.591,67
    +53,24 (+1,17%)
     
  • DOW JONES

    35.227,03
    +646,95 (+1,87%)
     
  • FTSE

    7.316,49
    +84,21 (+1,16%)
     
  • HANG SENG

    23.983,66
    +634,28 (+2,72%)
     
  • NIKKEI

    28.455,60
    +528,23 (+1,89%)
     
  • NASDAQ

    16.118,50
    +275,75 (+1,74%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4259
    +0,0023 (+0,04%)
     

Wall Street termina em alta com apostas em temporada favorável de balanços

·2 min de leitura
Operadores trabalham na Bolsa de Nova York

Por Shreyashi Sanyal e Sinéad Carew

(Reuters) - Os índices de ações dos EUA fecharam em alta nesta terça-feira, com os maiores impulsos vindos dos setores de tecnologia e saúde conforme os investidores pareciam apostar em resultados trimestrais sólidos por parte das empresas, mesmo com alguns temendo que seja muito cedo para comemorar.

Em sua quinta sessão consecutiva de ganhos, o índice S&P 500 fechou apenas 0,4% abaixo de seu pico recorde registrado no início de setembro, enquanto o Dow Jones encerrou o dia 0,5% abaixo de sua máxima histórica de meados de agosto.

As ações da Johnson & Johnson subiram 2,3%, contribuindo para a alta do S&P 500 durante a sessão após elevar sua previsão de lucro ajustado para 2021. A seguradora Travelers também subiu após superar as estimativas de lucro do terceiro trimestre.

Gigantes da tecnologia e das comunicações também impulsionaram o S&P, com Apple, Facebook e Microsoft registrando ganhos.

Mas, na segunda semana da temporada de balanços corporativos, com uma "amostra muito pequena" de resultados, Steve Sosnick, estrategista-chefe da Interactive Brokers, mostrou-se preocupado com uma possível retração.

"Estamos vendo medidas de volatilidade, como o VIX, mudando de nervosas para complacentes em um período de tempo realmente curto", disse Sosnick. "Podemos estar comemorando antes da hora. O cenário mais provável é que tenhamos mais uma alta para novas máximas do S&P e então recuemos, sujeitos aos balanços corporativos."

O índice CBOE de volatilidade do mercado, conhecido como o medidor do medo de Wall Street, caiu 0,6 ponto, depois de chegar a atingir 15,57 mais cedo, seu nível mais baixo desde meados de agosto.

Analistas agora esperam que os lucros das empresas listadas no S&P 500 subam 32,4% em relação ao mesmo período do ano anterior, de acordo com dados da Refinitiv.

Segundo dados preliminares, o Dow Jones fechou em alta de 0,56%, para 35.457,31 pontos, enquanto o S&P 500 avançou 0,74%, para 4.519,63 pontos, e o ​​Nasdaq subiu 0,71%, a 15.129,09 pontos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos