Mercado fechado
  • BOVESPA

    98.953,90
    +411,95 (+0,42%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.743,15
    +218,70 (+0,46%)
     
  • PETROLEO CRU

    108,46
    +2,70 (+2,55%)
     
  • OURO

    1.812,90
    +5,60 (+0,31%)
     
  • BTC-USD

    19.062,14
    -231,29 (-1,20%)
     
  • CMC Crypto 200

    420,84
    +0,70 (+0,17%)
     
  • S&P500

    3.825,33
    +39,95 (+1,06%)
     
  • DOW JONES

    31.097,26
    +321,83 (+1,05%)
     
  • FTSE

    7.168,65
    -0,63 (-0,01%)
     
  • HANG SENG

    21.859,79
    -137,10 (-0,62%)
     
  • NIKKEI

    25.935,62
    -457,42 (-1,73%)
     
  • NASDAQ

    11.610,50
    +81,00 (+0,70%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5587
    +0,0531 (+0,96%)
     

Wall St reage a persistência de temores de recessão

Placa em frente à Bolsa de Valores de Nova York sinaliza Wall Street

Por Anisha Sircar e Devik Jain

(Reuters) - Os principais índices de Wall Street mostravam instabilidade nesta sexta-feira, um dia depois de uma liquidação brutal, provocada por temores de recessão na esteira de uma série de aumentos de juros pelo Federal Reserve e outros grandes bancos centrais.

A inflação teimosamente alta tem assustado os investidores neste ano, à medida que eles se adaptam ao fim da era do dinheiro barato, levantando preocupações sobre o impacto das pressões de preços nos lucros das empresas e no crescimento econômico.

Todos os três principais índices de Wall Street estavam a caminho de registrar a terceira perda semanal consecutiva, com o S&P 500 prestes a marcar seu pior resultado semanal desde janeiro.

Na quarta-feira, o Fed elevou sua taxa básica de juros em 0,75 ponto percentual, o ajuste mais intenso em quase três décadas, enquanto o Banco da Inglaterra e o Banco Nacional Suíço também aumentaram os custos dos empréstimos.

"Os mercados não vão se estabilizar até que haja uma sensação de que as medidas do Fed e de outros bancos centrais serão bem-sucedidas não apenas em conter a inflação, mas em tentar evitar uma recessão global", disse Kenny Polcari, sócio-gerente da Kace Capital Advisors.

"Não acho que seja uma repetição de 2007. Mas, com base em todo o estímulo que cada banco central do mundo forneceu e agora que estão começando a tirar os doces do pote, os investidores vão reagir violentamente."

Às 12:13 (de Brasília), o índice S&P 500 perdia 0,51%, a 3.648,06 pontos, enquanto o Dow Jones caía 0,22%, a 29.862,04 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq Composite avançava 0,29%, a 10.677,20 pontos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos