Mercado abrirá em 9 h 8 min
  • BOVESPA

    110.036,79
    +2.372,79 (+2,20%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.626,80
    -475,80 (-1,05%)
     
  • PETROLEO CRU

    81,71
    +2,22 (+2,79%)
     
  • OURO

    1.672,60
    +0,60 (+0,04%)
     
  • BTC-USD

    19.189,48
    -119,61 (-0,62%)
     
  • CMC Crypto 200

    436,32
    -7,11 (-1,60%)
     
  • S&P500

    3.585,62
    -54,85 (-1,51%)
     
  • DOW JONES

    28.725,51
    -500,09 (-1,71%)
     
  • FTSE

    6.893,81
    +12,22 (+0,18%)
     
  • HANG SENG

    17.017,50
    -205,33 (-1,19%)
     
  • NIKKEI

    26.072,63
    +135,42 (+0,52%)
     
  • NASDAQ

    11.001,00
    -34,50 (-0,31%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,3114
    +0,0035 (+0,07%)
     

Wall Street sobe após tombo por temores com aumento de juros

Operadores trabalham na Bolsa de Valores de Nova York

Por Ankika Biswas e Devik Jain

(Reuters) - Os índices de ações dos Estados Unidos subiam nesta quarta-feira, após uma forte queda na sessão anterior, depois que dados de inflação do país alimentaram temores com os aumentos da taxa de juros pelo Federal Reserve.

Os três principais índices registraram suas maiores quedas percentuais diárias desde junho de 2020 na terça-feira, com um relatório de preços ao consumidor consolidando as apostas de que o banco central norte-americano seguirá em frente com um terceiro aumento consecutivo de 75 pontos-base nos juros na próxima semana.

De acordo com dados mais recentes, os preços ao produtor nos EUA caíram pelo segundo mês consecutivo em agosto, com o custo da gasolina recuando ainda mais, resultando no menor aumento anual em um ano, o que pode aliviar os temores de que a inflação se enraíze.

Excluindo os componentes voláteis de alimentos, energia e serviços comerciais, os preços ao produtor subiram 7,3%, acima do esperado. O foco agora estará nos dados mensais de vendas no varejo de quinta-feira.

Sete dos 11 principais setores do S&P subiam, liderados por um salto de 3,1% no setor de energia , enquanto os bancos avançavam 0,5%.

As expectativas crescentes de um Fed mais agressivo são um desdobramento indesejado para um mercado que já enfrenta preocupações de que os esforços do banco central para controlar a inflação possam levar a economia a uma recessão.

Às 11:34 (de Brasília), o índice S&P 500 ganhava 0,23%, a 3.941,62 pontos, enquanto o Dow Jones caía 0,12%, a 31.069,06 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq Composite avançava 0,33%, a 11.672,40 pontos.

(Reportagem de Ankika Biswas, Devik Jain e Sruthi Shankar)