Mercado abrirá em 6 h 45 min
  • BOVESPA

    121.241,63
    +892,84 (+0,74%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.458,02
    +565,74 (+1,23%)
     
  • PETROLEO CRU

    52,28
    -0,08 (-0,15%)
     
  • OURO

    1.838,40
    +8,50 (+0,46%)
     
  • BTC-USD

    36.410,59
    -31,14 (-0,09%)
     
  • CMC Crypto 200

    715,00
    -20,14 (-2,74%)
     
  • S&P500

    3.768,25
    -27,29 (-0,72%)
     
  • DOW JONES

    30.814,26
    -177,24 (-0,57%)
     
  • FTSE

    6.720,65
    -15,06 (-0,22%)
     
  • HANG SENG

    29.753,45
    +890,68 (+3,09%)
     
  • NIKKEI

    28.642,39
    +400,18 (+1,42%)
     
  • NASDAQ

    12.926,50
    +124,25 (+0,97%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4045
    +0,0092 (+0,14%)
     

S&P 500 reduz perdas com expectativa de aprovação de estímulos

·1 minuto de leitura
Operadores no pregão da Bolsa de Valores de Nova York (NYSE)

NOVA YORK (Reuters) - O índice S&P 500 ainda caía nesta segunda-feira, mas estava bem distante das mínimas da sessão, já que investidores lidavam com o surto de uma nova cepa ameaçadora de Covid-19 e com a provável aprovação de um pacote de estímulo há muito aguardado nos Estados Unidos.

O Nasdaq também recuava, mas o Dow Jones reverteu a queda e subia, amparado por ações do setor financeiro.

"Minha sensação é que o ar está saindo do balão", disse Oliver Pursche, presidente da Bronson Meadows Capital Management em Fairfield, Connecticut. "Nós adiantamos as coisas em termos de performance do mercado e ainda temos obstáculos econômicos significativos."

As oscilações das ações não são surpreendentes, visto que é semana de Natal.

Às 16:13 (horário de Brasília), o índice Dow Jones subia 0,17%, a 30.230 pontos, enquanto o S&P 500 perdia 0,333207%, a 3.697 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq recuava 0,22%, a 12.728 pontos.