Mercado fechado

Wall Street recua com aumento das preocupações sobre o comércio

Por Shreyashi Sanyal

Por Shreyashi Sanyal

(Reuters) - Os principais índices acionários de Wall Street recuavam mais de 1% nesta terça-feira, com o sentimento azedando antes das negociações comerciais de alto nível entre Estados Unidos e China depois de uma notícia de que o governo norte-americano está avançando com os esforços para limitar os fluxos de capital para a China e a inclusão de mais empresas chinesas em uma lista de sanções.

Às 11:38 (horário de Brasília), o índice Dow Jones caía 1,11%, a 26.184 pontos, enquanto o S&P 500 perdia 1,162723%, a 2.905 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq recuava 1,21%, a 7.860 pontos.

Os declínios eram generalizados, com todos os principais setores do S&P 500 sendo negociados em baixa e 28 dos 30 componentes do Dow Jones em território negativo.

Somando-se ao pessimismo, uma notícia do South China Morning Post afirmou que a China reduziu as expectativas antes das negociações marcadas para começar na quinta-feira, e que a delegação chinesa pode deixar Washington um dia antes do planejado.

O governo dos Estados Unidos ampliou a lista de sanções comerciais para incluir algumas das maiores startups de inteligência artificial da China, punindo o governo chinês por seu tratamento a minorias muçulmanas.

Isso pressionava os fornecedores norte-americanos, com a Intel e a Nvidia caindo cerca de 1%. A Ambarella recuava 12%.