Mercado fechado

Wall Street recua após dados de emprego dos EUA elevarem temores sobre altas de juros

Operador trabalha na bolsa de Nova York

Por Devik Jain e Sruthi Shankar

(Reuters) - Os principais índices de Wall Street caíam nesta terça-feira, com um forte aumento das vagas de emprego em aberto nos Estados Unidos colaborando para preocupações com a abordagem agressiva do Federal Reserve no combate à inflação.

O índice S&P 500 acumula tombo de 4,6% desde que o chair do Fed, Jerome Powell, reafirmou na semana passada a determinação do banco central norte-americano de aumentar os custos dos empréstimos mesmo diante de uma economia em desaceleração.

Operadores aumentaram suas apostas num terceiro aumento consecutivo de 0,75 ponto percentual na taxa básica do Fed em setembro para 76,5%, de 70% antes da divulgação dos dados de emprego.

Agora, todos os olhos estarão voltados para dados sobre a criação de vagas de trabalho fora do setor agrícola dos EUA em agosto, com divulgação agendada para sexta-feira.

"Os mercados estão tão focados no Fed que um número de empregos que seja muito forte na sexta-feira provavelmente assustará algumas pessoas", disse Jeff Buchbinder, estrategista-chefe de ações da LPL Financial.

"As ações podem subir um pouco entre agora e o final do ano, mas no curto prazo esperamos bastante instabilidade, conforme o mercado reúne mais informações sobre as perspectivas para o Fed e as taxas de juros."

Todos os setores do S&P 500 estavam sendo negociados no vermelho. O rendimento do Treasury de dez anos, referência para investimentos, devolveu perdas de mais cedo e tinha alta, a 3,11%.

Às 12:30 (de Brasília), o índice Dow Jones caía 0,77%, a 31.851,88 pontos, enquanto o S&P 500 perdia 1,09%, a 3.986,76 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq Composite recuava 1,3%, a 11.861,97 pontos.