Mercado fechado
  • BOVESPA

    109.717,94
    -517,82 (-0,47%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.460,55
    +652,34 (+1,36%)
     
  • PETROLEO CRU

    93,96
    -0,38 (-0,40%)
     
  • OURO

    1.803,40
    -3,80 (-0,21%)
     
  • BTC-USD

    23.918,38
    +4,98 (+0,02%)
     
  • CMC Crypto 200

    573,13
    -1,61 (-0,28%)
     
  • S&P500

    4.207,27
    -2,97 (-0,07%)
     
  • DOW JONES

    33.336,67
    +27,16 (+0,08%)
     
  • FTSE

    7.465,91
    -41,20 (-0,55%)
     
  • HANG SENG

    20.082,43
    +471,59 (+2,40%)
     
  • NIKKEI

    27.819,33
    -180,63 (-0,65%)
     
  • NASDAQ

    13.331,75
    +20,50 (+0,15%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,3236
    -0,0001 (-0,00%)
     

Wall Street fecha primeiro dia do segundo semestre em alta, mas acumula perdas na semana

Placa em frente à Bolsa de Valores de Nova York sinaliza Wall Street

Por Stephen Culp

NOVA YORK (Reuters) - Wall Street fechou em alta nesta sexta-feira em negociações esvaziadas, com investidores saindo para feriado prolongado nos EUA e embarcando no segundo semestre do ano de olho no próximo catalisador de movimento do mercado.

Todos os três principais índices de ações dos EUA reverteram perdas do início da sessão e encerraram em território positivo após o pior primeiro semestre do mercado de ações em décadas.

Ainda assim, todos os três índices registraram perdas no acumulado da semana.

"Estamos indo para um fim de semana prolongado por feriado e tivemos um rali de alívio no final do dia", disse Joseph Sroka, diretor de investimentos da NovaPoint em Atlanta. "Mas provavelmente teremos que esperar até que os investidores retornem do fim de semana prolongado para ver se isso se sustenta no início do novo trimestre."

Os participantes do mercado agora aguardam a temporada de resultados corporativos do segundo trimestre, um relatório de emprego para junho do Departamento do Trabalho norte-americano e a reunião de política monetária do Federal Reserve, marcada para o final deste mês.

O setor de microchips caiu acentuadamente nesta sexta-feira, depois que a Micron Technology alertou sobre um esfriamento na demanda. As ações da empresa perderam 2,9%, derrubando o índice Philadelphia SE de semiconductores em 3,8%.

A preocupação sobre a diminuição da demanda diante da inflação mais alta em décadas se refletiu no Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) do Instituto de Gestão do Fornecimento (ISM, em inglês), que mostrou desaceleração da atividade manufatureira dos EUA.

Apesar de alguns sinais de esfriamento da economia, "o Fed precisará ver muito mais evidências para mudar de ideia sobre novos aumentos contínuos nos juros", disse Tim Ghriskey, estrategista sênior de portfólio da Ingalls & Snyder. "Ainda há muita incerteza sobre a economia e a inflação, apesar dos primeiros sinais de que a inflação pode ter atingido seu pico."

O S&P 500 avançou 1,06%, para 3.825,33 pontos, enquanto o Nasdaq Composite subiu 0,90%, a 11.127,85 pontos e o Dow Jones Industrial Average teve alta de 1,05%, para 31.097,26 pontos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos