Mercado fechado
  • BOVESPA

    122.038,11
    +2.117,11 (+1,77%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.249,02
    +314,12 (+0,64%)
     
  • PETROLEO CRU

    65,42
    +0,52 (+0,80%)
     
  • OURO

    1.833,60
    +2,30 (+0,13%)
     
  • BTC-USD

    58.150,32
    -466,27 (-0,80%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.480,07
    +44,29 (+3,08%)
     
  • S&P500

    4.232,60
    +30,98 (+0,74%)
     
  • DOW JONES

    34.777,76
    +229,26 (+0,66%)
     
  • FTSE

    7.129,71
    +53,54 (+0,76%)
     
  • HANG SENG

    28.610,65
    -26,85 (-0,09%)
     
  • NIKKEI

    29.357,82
    +26,42 (+0,09%)
     
  • NASDAQ

    13.731,25
    +21,50 (+0,16%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3647
    -0,0019 (-0,03%)
     

Wall Street fecha em baixa com ações de viagens afetadas por aumento de casos de Covid-19

Herbert Lash
·2 minuto de leitura
Sinalização de placa de Wall Street. 30/09/2008. REUTERS/Lucas Jackson.

Por Herbert Lash

NOVA YORK (Reuters) - Os mercados de ações nos Estados Unidos fecharam em queda pelo segundo dia consecutivo nesta terça-feira, com um aumento global nos casos de coronavírus atingindo papéis relacionados a viagens e investidores repensando nos balanços aparentemente estelares dos grandes bancos dos EUA na semana passada.

As ações da empresa Kansas City Southern dispararam 15,2%, com a perspectiva de uma guerra de lances depois que a Canadian National ofereceu cerca de 30 bilhões de dólares pela companhia ferroviária, cerca de 5 bilhões de dólares a mais do que uma oferta anterior da Canadian Pacific.

As ações da Boeing Co recuaram 4,1%, com a saída inesperada do diretor financeiro da companhia, Greg Smith, no mais recente choque a atingir a fabricante de aviões, que luta para recuperar-se das crises da pandemia e do 737 MAX.

Investidores correram para segmentos defensivos, considerados relativamente seguros durante tempos de incerteza econômico. Esse movimento amparou ações dos setores imobiliário, de serviços públicos, de consumo básico e de saúde, enquanto ações financeiras e de energia caíram fortemente.

Papéis de companhias aéreas e de operadoras de cruzeiros JetBlue Airways, American Airlines, Norwegian Cruise Line e Carnival Corp caíram mais de 4%. Essas empresas foram prejudicadas no ano passado durante os lockdowns, mas suas ações têm se recuperado com esperanças de reabertura econômica.

Wall Street alcançou máximas recordes na semana passada, com investidores apostando em ações de setores como industrial e de mineração, vistos como beneficiárias da recuperação econômica, enquanto papéis de tecnologia (alguns dos quais de elevado valuation) recuperaram o apelo após uma queda nos yields dos títulos.

O índice Dow Jones caiu 0,75%, a 33.821 pontos, enquanto o S&P 500 perdeu 0,680236%, a 4.135 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq recuou 0,92%, a 13.786 pontos.