Mercado fechado

Wall Street cria exército para criptomoedas com altos salários

·2 min de leitura

(Bloomberg) -- Líderes de Wall Street torceram o nariz quando o bitcoin surgiu há mais de uma década. Agora, estão pagando ótimos prêmios para contratar especialistas em criptomoedas, formando um exército de entusiastas dentro do reino tradicionalmente sóbrio.

Most Read from Bloomberg

Alguns dos maiores bancos e empresas financeiras criaram cerca de 1.000 postos relacionados ao setor cripto desde 2018, de acordo com o Revelio Labs, que coletou dados por meio do LinkedIn. Entre os que mais contratam estão JPMorgan Chase, Wells Fargo e Goldman Sachs, que fortaleceram suas fileiras conforme a demanda por moedas virtuais de rápido desenvolvimento aumentava.

A expansão das legiões de Wall Street vem depois de uma relação incômoda e às vezes tensa com a criptomoeda. Grande parte dos bancos permaneceram distantes enquanto os preços do bitcoin disparavam a novas máximas e enfrentavam quedas frequentes. Jamie Dimon, diretor-presidente do JPMorgan, chamou a moeda de “inútil” em outubro, depois de considerá-la uma fraude em 2017. Mas, nos bastidores, a crescente aceitação global e o interesse de clientes minam a resistência dos banqueiros, levando as empresas a reforçar equipes de pesquisa e mesas de negociação - e, de acordo com recrutadores, oferecendo aumentos de salário de até 50% para funções comparáveis para atrair talentos.

“As instituições não podem correr o risco de que seus clientes procurem outro banco para fazer esses serviços, então precisam contratar”, disse Alan Johnson, diretor-gerente da consultoria de remuneração de Wall Street Johnson Associates. “Este é um grande ativo, uma grande oportunidade, e eles precisam de pessoas com pressa. Estão dispostos a pagar muito.”

Citigroup e Morgan Stanley também estão entre os que contrataram, de acordo com o Revelio Labs. A maioria das empresas não quis comentar os dados ou fornecer números de contratações, ou não retornou pedidos de comentário. O Citigroup disse em comunicado que os clientes estão cada vez mais interessados em criptomoedas e que está monitorando a evolução do mercado com atenção à luz de fatores como regulamentação.

Most Read from Bloomberg Businessweek

©2021 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos