Mercado fechará em 4 h 46 min
  • BOVESPA

    111.203,23
    -720,70 (-0,64%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.234,37
    -223,23 (-0,43%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,17
    +2,19 (+2,74%)
     
  • OURO

    1.805,10
    -4,50 (-0,25%)
     
  • BTC-USD

    17.240,07
    +281,82 (+1,66%)
     
  • CMC Crypto 200

    408,45
    +7,03 (+1,75%)
     
  • S&P500

    4.071,70
    -4,87 (-0,12%)
     
  • DOW JONES

    34.429,88
    +34,88 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.586,93
    +30,70 (+0,41%)
     
  • HANG SENG

    19.518,29
    +842,94 (+4,51%)
     
  • NIKKEI

    27.820,40
    +42,50 (+0,15%)
     
  • NASDAQ

    11.935,50
    -74,75 (-0,62%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5318
    +0,0378 (+0,69%)
     

Wall Street cai por temores de bloqueios mais rígidos contra a Covid-19 na China

Operador trabalha na Bolsa de Nova York

Por Carolina Mandl

(Reuters) - Os principais índices de Wall Street fecharam em baixa nesta segunda-feira por temores de que a China possa retomar medidas mais rígidas para combater a Covid-19, depois de o país dizer que enfrenta seu teste mais severo da pandemia. Pequim disse nesta segunda-feira que fecharia empresas e escolas nos distritos mais atingidos e endureceria as regras para a entrada na cidade, à medida que as infecções aumentaram, o que assustou investidores.

Segundo dados preliminares, o S&P 500 perdeu 0,38%, para 3.950,29 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq Composite recuou 1,09%, para 11.024,54 pontos. O Dow Jones caiu 0,13%, para 33.703,48 pontos.

O volume de negociação foi reduzido nesta segunda-feira e provavelmente diminuirá conforme se aproxima o feriado de Ação de Graças norte-americano na quinta-feira, o que deixa os mercados mais propensos à volatilidade.

As ações reduziram as perdas mais cedo, depois que a presidente do Federal Reserve de San Francisco, Mary Daly, comentou que autoridades precisam ter cuidado para evitar uma "recessão dolorosa".

O setor de energia do S&P 500 caiu quase 3% nesta segunda-feira, para seu nível mais baixo em quatro semanas, com os preços do petróleo em baixa de mais de 5% após uma reportagem de que a Arábia Saudita e outros produtores de petróleo da Opep estavam discutindo um aumento na produção. O índice, no entanto, reduziu as perdas depois que a Arábia Saudita negou negociações sobre isso.