Mercado fechado
  • BOVESPA

    98.672,26
    +591,91 (+0,60%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.741,50
    +1.083,62 (+2,32%)
     
  • PETROLEO CRU

    107,06
    +2,79 (+2,68%)
     
  • OURO

    1.828,10
    -1,70 (-0,09%)
     
  • BTC-USD

    21.519,12
    +166,19 (+0,78%)
     
  • CMC Crypto 200

    462,12
    +8,22 (+1,81%)
     
  • S&P500

    3.911,74
    +116,01 (+3,06%)
     
  • DOW JONES

    31.500,68
    +823,32 (+2,68%)
     
  • FTSE

    7.208,81
    +188,36 (+2,68%)
     
  • HANG SENG

    21.719,06
    +445,19 (+2,09%)
     
  • NIKKEI

    26.491,97
    +320,72 (+1,23%)
     
  • NASDAQ

    12.132,75
    +395,25 (+3,37%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5524
    +0,0407 (+0,74%)
     

Wall St recua com pressão de ações de crescimento em meio a alta de rendimentos dos títulos

Operador na bolsa de NY

Por Devik Jain e Mehnaz Yasmin

(Reuters) - Os principais índices de Wall Street caíam em negociações instáveis nesta quinta-feira, com os papéis de tecnologia e crescimento lutando por direção diante do aumento dos rendimentos dos títulos, enquanto o apetite por risco estava mais fraco devido a preocupações com o salto da inflação e dos juros.

Nove dos 11 principais setores do S&P 500 caíam nas negociações desta manhã, com as ações de energia e materiais liderando as perdas. Os produtos básicos de consumo, considerados setor defensivo, apresentavam os maiores ganhos, com alta de 0,5%.

Apple Inc e Amazon.com caíam 1%, prejudicando os índices S&P 500 e Nasdaq. O Bank of America perdia 1,7%, enquanto o índice de bancos mais amplo cedia 1,2%.

As ações de crescimento, sensíveis aos juros, ficavam sob pressão do rendimento do Treasury de dez anos, que chegou a subir para 3,07%, nível mais alto desde 11 de maio.

As preocupações com a inflação vinham à tona antes da divulgação, na sexta-feira, do relatório do índice de preços ao consumidor dos EUA, enquanto o barril do petróleo Brent foi acima de 123 dólares.

Investidores temem que uma leitura aquecida de inflação possa manter o Federal Reserve a caminho de aumentar os juros agressivamente, num cenário de volatilidade no mercado de ações, gastos fortes do consumidor e aperto no mercado de trabalho.

"Não veremos o mercado desfrutar de uma recuperação robusta até que haja uma sensação de que as pressões inflacionárias estão diminuindo, pois isso sugerirá que o Fed tem se movido na direção certa e que o enfraquecimento da economia não foi drástico", disse Quincy Krosby, estrategista-chefe de ações da LPL Financial.

Às 12:02 (de Brasília), o índice S&P 500 perdia 0,37%, a 4.100,46 pontos, enquanto o Dow Jones caía 0,54%, a 32.734,06 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq Composite recuava 0,22%, a 12.059,77 pontos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos