Mercado abrirá em 6 h 10 min
  • BOVESPA

    109.951,49
    +2.121,77 (+1,97%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    53.125,01
    -210,50 (-0,39%)
     
  • PETROLEO CRU

    78,54
    +0,07 (+0,09%)
     
  • OURO

    1.891,60
    +0,90 (+0,05%)
     
  • BTC-USD

    22.627,01
    -589,88 (-2,54%)
     
  • CMC Crypto 200

    521,36
    -15,53 (-2,89%)
     
  • S&P500

    4.117,86
    -46,14 (-1,11%)
     
  • DOW JONES

    33.949,01
    -207,68 (-0,61%)
     
  • FTSE

    7.885,17
    +20,46 (+0,26%)
     
  • HANG SENG

    21.509,35
    +225,83 (+1,06%)
     
  • NIKKEI

    27.574,97
    -31,49 (-0,11%)
     
  • NASDAQ

    12.592,75
    +47,50 (+0,38%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5759
    +0,0085 (+0,15%)
     

Wall Street sobe com impulso de ações de crescimento antes de dados de inflação

.

Por Shubham Batra e Amruta Khandekar

(Reuters) - Os principais índices de Wall Street subiam nesta quarta-feira, liderados por ganhos em ações de crescimento sensíveis aos juros, à medida que o foco de investidores muda para uma leitura importante de inflação a ser divulgada ainda esta semana, podendo fornecer mais pistas sobre a trajetória de alta dos juros do Federal Reserve.

Quase todos os principais índices setoriais do S&P eram negociados no azul, com Amazon.com Inc e Tesla Inc avançando 4,0% e 3,8%, respectivamente, ficando entre os principais impulsos para o índice S&P 500.

Os ganhos em ambas as ações impulsionavam o setor de consumo discricionário em quase 2%. Apenas as ações de saúde nadavam contra a corrente, caindo marginalmente no dia.

Os mercados estão enfrentando um otimismo renovado em 2023, na esperança de que uma desaceleração na economia dos EUA possa abrir caminho para uma postura menos agressiva do banco central norte-americano.

O tão aguardado relatório de inflação do Departamento do Trabalho dos EUA de quinta-feira deve mostrar que os preços ao consumidor dos EUA cresceram 6,5% frente ao mesmo período do ano anterior em dezembro, de 7,1% no mês anterior, enquanto o núcleo da inflação deve ter avançado 5,7% em dezembro, abaixo dos 6% de novembro.

Embora mais evidências de uma redução nas pressões de preços possam aumentar as esperanças de que o Fed interrompa seu ciclo de alta de juros em breve, comentários recentes de alguns formuladores de política monetária apoiaram a visão de que o Fed precisa permanecer agressivo no aperto para combater a inflação.

"(Os investidores) sentem que a inflação está sendo domada e que há mais risco em não estar no mercado do que em estar no mercado", disse Christopher Grisanti, estrategista-chefe de ações da MAI Capital Management em Cleveland.

Por volta de 12h50, o índice Dow Jones avançava 0,09%, a 33.734,20 pontos, enquanto o S&P 500 ganhava 0,33%, a 3.932,15 pontos. Por sua vez, o Nasdaq subia 0,64%, a 10.811,88 pontos.