Mercado abrirá em 2 h 23 min
  • BOVESPA

    122.937,87
    +1.057,05 (+0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.371,98
    +152,72 (+0,31%)
     
  • PETROLEO CRU

    66,71
    +0,44 (+0,66%)
     
  • OURO

    1.869,20
    +1,60 (+0,09%)
     
  • BTC-USD

    45.296,81
    +235,47 (+0,52%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.260,47
    +62,55 (+5,22%)
     
  • S&P500

    4.163,29
    -10,56 (-0,25%)
     
  • DOW JONES

    34.327,79
    -54,34 (-0,16%)
     
  • FTSE

    7.057,70
    +24,85 (+0,35%)
     
  • HANG SENG

    28.593,81
    +399,72 (+1,42%)
     
  • NIKKEI

    28.406,84
    +582,01 (+2,09%)
     
  • NASDAQ

    13.396,50
    +93,00 (+0,70%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4424
    +0,0325 (+0,51%)
     

Wall St tem rali com fortes dados econômicos; tecnologia entra no foco

Herbert Lash
·1 minuto de leitura
Sinalização de Wall Street. 09/03/2020. REUTERS/Carlo Allegri.

Por Herbert Lash

(Reuters) - Os mercados acionários dos Estados Unidos subiram nesta sexta-feira, levando o S&P 500 para perto de uma máxima recorde de fechamento, depois que dados fabris e de vendas de novas moradias reforçaram leitura de uma economia em expansão, enquanto as ações de grandes empresas de tecnologia avançaram, com o mercado à espera de fortes balanços trimestrais a serem divulgados na próxima semana.

A recuperação dos índices ocorreu após uma liquidação na quinta-feira, quando relatos de que o presidente dos EUA, Joe Biden, planeja quase duplicar o imposto sobre ganhos de capital assustaram investidores. De forma geral, analistas minimizaram os declínios da sessão anterior e os classificaram como uma reação automática, preferindo se concentrar em fortes perspectivas.

Com a alta dos três principais índices de Wall Street, o índice de volatilidade da CBOE --conhecido como índice "do medo"-- despencou cerca de 10%, sinal de diminuição da ansiedade de investidores quanto aos riscos à frente.

Segundo dados preliminares, o Dow Jones subiu 0,66%, para 34.040,28 pontos, e o S&P 500 ganhou 1,08%, para 4.179,73 pontos. O Nasdaq teve alta de 1,43%, aos 14.016,06 pontos.