Mercado abrirá em 4 h 24 min
  • BOVESPA

    113.707,76
    +195,38 (+0,17%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.734,04
    -67,64 (-0,14%)
     
  • PETROLEO CRU

    88,16
    +0,05 (+0,06%)
     
  • OURO

    1.777,00
    +0,30 (+0,02%)
     
  • BTC-USD

    23.383,43
    -428,30 (-1,80%)
     
  • CMC Crypto 200

    556,46
    -16,35 (-2,85%)
     
  • S&P500

    4.274,04
    -31,16 (-0,72%)
     
  • DOW JONES

    33.980,32
    -171,69 (-0,50%)
     
  • FTSE

    7.494,22
    -21,53 (-0,29%)
     
  • HANG SENG

    19.763,91
    -158,54 (-0,80%)
     
  • NIKKEI

    28.942,14
    -280,63 (-0,96%)
     
  • NASDAQ

    13.443,25
    -50,00 (-0,37%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2473
    -0,0119 (-0,23%)
     

Dow sobe em início de semana repleta de balanços corporativos; Microsoft pressiona Nasdaq

Operadores trabalham no salão da Bolsa de Valores de Nova York

Por Shreyashi Sanyal

(Reuters) - O índice Dow Jones subia nesta segunda-feira, com investidores se preparando para a reunião de política monetária do Federal Reserve e para a divulgação de resultados de algumas das maiores empresas dos Estados Unidos nesta semana, buscando avaliar o impacto do dólar forte e da inflação elevada.

Enquanto isso, o Nasdaq registrava perdas, refletindo declínio nos papéis da Microsoft.

Apple Inc, Amazon.com Inc, Alphabet Inc, Microsoft Corp e Meta Platforms Inc, que juntas somam 8,9 trilhões de dólares em capitalização de mercado, ou um quarto da composição total do S&P 500, divulgarão seus resultados trimestrais nesta semana.

"A parte realmente grande da temporada de resultados está aqui. Então, com a confiança se recuperando agora, ela também pode se dissipar rapidamente se tivermos decepções com empresas como Google e Microsoft na terça-feira", disse Dennis Dick, operador de varejo da Triple D Trading.

As ações de empresas de alto crescimento tinham desempenho misto na primeira hora de negociações.

Microsoft caía 0,5%, depois que o Wells Fargo cortou a meta de preço para as ações da empresa, citando inflação, aumentos de juros e um dólar mais forte como riscos para seu balanço.

Um dólar valorizado é visto como obstáculo para empresas norte-americanas, especialmente aquelas com grandes operações globais. O índice da moeda em relação a pares fortes recentemente atingiu máximas em 20 anos.

Espera-se que o Fed promova outro aumento de 0,75 ponto percentual em sua taxa de juros ao fim de sua reunião de política monetária de dois dias, na quarta-feira.

O foco de investidores também estará na coletiva de imprensa do chair da instituição, Jerome Powell, após a decisão do banco central, em busca de pistas sobre o pensamento das autoridades sobre os próximos aumentos de juros, em meio a temores de que um aperto agressivo empurre a economia para uma recessão.

Às 11:48 (de Brasília), o índice S&P 500 perdia 0,13%, a 3.956,64 pontos, enquanto o Dow Jones subia 0,22%, a 31.971,06 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq Composite recuava 0,58%, a 11.765,11 pontos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos