Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.786,43
    +113,67 (+0,10%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.298,20
    -104,50 (-0,20%)
     
  • PETROLEO CRU

    84,25
    +0,38 (+0,45%)
     
  • OURO

    1.782,90
    -2,00 (-0,11%)
     
  • BTC-USD

    65.996,56
    +1.758,29 (+2,74%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.538,50
    +57,70 (+3,90%)
     
  • S&P500

    4.536,19
    +16,56 (+0,37%)
     
  • DOW JONES

    35.609,34
    +152,03 (+0,43%)
     
  • FTSE

    7.223,10
    +5,57 (+0,08%)
     
  • HANG SENG

    26.136,02
    +348,81 (+1,35%)
     
  • NIKKEI

    29.255,55
    +40,03 (+0,14%)
     
  • NASDAQ

    15.341,75
    -35,75 (-0,23%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4537
    -0,0659 (-1,01%)
     

Wall St sobe com otimismo sobre acordo para teto da dívida

·1 minuto de leitura
Touro de Wall Street em Manhattan, Nova York

Por Noel Randewich e Shreyashi Sanyal

(Reuters) - Os índices de ações dos Estados Unidos subiam nesta quarta-feira, revertendo perdas de mais cedo, à medida que investidores ficaram mais otimistas sobre um acordo entre democratas e republicanos no Congresso para evitar um calote da dívida do governo.

O líder republicano do Senado dos EUA, Mitch McConnell, planeja oferecer um aumento de curto prazo ao limite de endividamento do país que deveria se estender até novembro, disseram jornalistas da Bloomberg e do Punchbowl News no Twitter.

"McConnell fez alguns comentários pacíficos sobre a extensão temporária do teto da dívida", disse Jay Hatfield, fundador e gestor de portfólio da Infrastructure Capital Advisors. "Isso será interpretado no curto prazo como positivo."

Às 16:16 (horário de Brasília), o índice Dow Jones subia 0,07%, a 34.339 pontos, enquanto o S&P 500 ganhava 0,051545%, a 4.348 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq avançava 0,26%, a 14.472 pontos.

As ações haviam recuado mais cedo, depois que um forte relatório de empregos no setor privado dos EUA referente a setembro alimentou apostas de que o Federal Reserve (banco central norte-americano) poderia começar a reduzir o estímulo monetário em breve.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos