Mercado fechado
  • BOVESPA

    117.560,83
    +363,01 (+0,31%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.326,68
    +480,85 (+1,05%)
     
  • PETROLEO CRU

    88,50
    +0,05 (+0,06%)
     
  • OURO

    1.717,50
    -3,30 (-0,19%)
     
  • BTC-USD

    20.037,14
    -288,30 (-1,42%)
     
  • CMC Crypto 200

    455,69
    -7,44 (-1,61%)
     
  • S&P500

    3.744,52
    -38,76 (-1,02%)
     
  • DOW JONES

    29.926,94
    -346,93 (-1,15%)
     
  • FTSE

    6.997,27
    -55,35 (-0,78%)
     
  • HANG SENG

    17.822,82
    -189,33 (-1,05%)
     
  • NIKKEI

    27.164,32
    -146,98 (-0,54%)
     
  • NASDAQ

    11.539,00
    -2,75 (-0,02%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1197
    +0,0062 (+0,12%)
     

Wall St sobe ao fim de pregão instável com foco direto no Fed

Operadores trabalham na Bolsa de Valores de Nova York

Por David French

(Reuters) - Os principais índices de Wall Street fecharam em alta nesta segunda-feira, após oscilarem durante a sessão, conforme investidores voltaram as atenções para a reunião de política monetária desta semana do Federal Reserve e o quão o banco central será agressivo no aumento da taxa de juros.

Os índices S&P 500 e Nasdaq se recuperaram após na sexta-feira registrarem suas piores quedas percentuais semanais desde junho, com os mercados precificando aumento de pelo menos 0,75 ponto percentual nos juros ao fim da reunião de política monetária do Fed de 20 e 21 de setembro.

Contratos futuros mostram chance de 15% de um superaumento de 1 ponto percentual.

"Isso é tudo sobre o que vai acontecer na quarta-feira e o que sai das mãos do Fed na quarta-feira, então acho que as pessoas vão esperar para ver até lá", disse Josh Markman, sócio da Bel Air Investment Advisors.

O índice S&P 500 fechou em alta de 0,69%, a 3.899,89 pontos. O Dow Jones subiu 0,64%, a 31.019,68 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq Composite avançou 0,76%, a 11.535,02 pontos.

A maioria dos 11 setores do S&P 500 subiu. Saúde foi uma exceção ao cair 0,6%, devido à baixa nas ações da fabricante de vacinas Moderna Inc, um dia depois de o presidente norte-americano Joe Biden dizer em entrevista à CBS que "a pandemia acabou".

As ações industriais subiram 1,4%, após forte queda na sexta-feira, enquanto os bancos ganharam 1,9%. Os pesos pesados ​​da tecnologia Apple e Tesla avançaram 2,5% e 1,9%, respectivamente, e forneceram o maior impulso ao S&P 500 e ao Nasdaq.