Mercado fechado
  • BOVESPA

    107.836,82
    -1.104,86 (-1,01%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.713,66
    -885,72 (-1,72%)
     
  • PETROLEO CRU

    83,67
    -1,47 (-1,73%)
     
  • OURO

    1.838,60
    +6,80 (+0,37%)
     
  • BTC-USD

    36.431,04
    +1.214,82 (+3,45%)
     
  • CMC Crypto 200

    828,47
    +17,87 (+2,20%)
     
  • S&P500

    4.388,64
    -9,30 (-0,21%)
     
  • DOW JONES

    34.215,96
    -49,41 (-0,14%)
     
  • FTSE

    7.297,15
    -196,98 (-2,63%)
     
  • HANG SENG

    24.656,46
    -309,09 (-1,24%)
     
  • NIKKEI

    27.588,37
    +66,11 (+0,24%)
     
  • NASDAQ

    14.384,25
    -42,25 (-0,29%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2253
    +0,0353 (+0,57%)
     

Wall St salta após perdas recentes com Nike e Micron liderando ganhos

·1 min de leitura
Placa sinaliza Wall Street, em Nova York

Por Shreyashi Sanyal e Bansari Mayur Kamdar

(Reuters) - Os principais índices de Wall Street subiam nesta terça-feira, impulsionados pela Nike e pela Micron após divulgação de fortes resultados, com as prejudicadas ações de tecnologia se recuperando da forte liquidação do dia anterior.

A variante Ômicron do coronavírus, de rápida disseminação, abalou os mercados de ações em todo o mundo, desencadeando grandes ondas de vendas no último mês do ano devido às preocupações sobre o impacto da cepa na recuperação econômica global.

Nesta terça-feira, a Nike Inc disparava 6,5%, liderando os ganhos entre os componentes do Dow. A empresa superou estimativas trimestrais de lucro e receita e parecia confiante numa redução dos problemas na cadeia de abastecimento em seu próximo ano fiscal.

Já a Micron Technology liderava o avanço entre as fabricantes de chips, com salto de 9,9%, após prever resultados otimistas no segundo trimestre e superar as expectativas de Wall Street para lucro e receita trimestrais.

Suas atualizações positivas ajudavam a dissipar algumas preocupações sobre restrições mais amplas na cadeia de abastecimento num ambiente de alta inflação, que se tornou motivo de preocupação para bancos centrais de todo o mundo.

Dez dos 11 principais setores do S&P 500 subiam neste pregão, enquanto o índice Philadelphia de semicondutores ganhava 1,6%.

Às 12:19 (de Brasília), o índice Dow Jones subia 1,09%, a 35.314,00 pontos, enquanto o S&P 500 ganhava 0,55%, a 4.593,28 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq Composite avançava 0,53%, a 15.059,61 pontos.

(Por Shreyashi Sanyal)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos