Mercado fechará em 2 h 9 min

Wall St recua com investidor digerindo dados de emprego e temor sobre oferta de gás na Europa

Operadores no pregão da Bolsa de Valores de Nova York (NYSE), 22 de agosto de 2022. REUTERS/Brendan McDermid

Por Devik Jain e Sruthi Shankar

(Reuters) - Os principais índices de Wall Street passaram a cair nas negociações da tarde desta sexta-feira, com investidores digerindo dados de emprego norte-americanos mistos, enquanto preocupações renovadas com a crise do gás na Europa levavam a uma liquidação das ações antes de fim de semana prolongado nos Estados Unidos.

Os três principais índices norte-americanos iniciaram a sessão em alta acentuada, após dados de emprego mostrarem contratação mais forte do que o esperado no mês passado, mas aumento na taxa de desocupação, o que aliviou temores sobre aumentos muito agressivos dos juros pelo Federal Reserve.

"Os investidores estão repensando o relatório de empregos de agosto e provavelmente estão se inclinando para o fato de que não há um fim claro para os aumentos de juros. Taxas mais altas significam competição para as ações", disse Rick Meckler, sócio da Cherry Lane Investments.

Aumentando as preocupações, a Rússia cancelou o prazo de sábado para retomar os fluxos de gás através do gasoduto Nord Stream 1, uma das principais rotas de abastecimento para a Europa, depois de dizer que descobriu uma falha durante processo de manutenção.

A petrolífera estatal russa Gazprom disse que não poderá reiniciar os fluxos com segurança até que conserte um vazamento de óleo encontrado em uma turbina vital do gasoduto e não deu um novo prazo.

Às 15:23 (de Brasília), o índice S&P 500 perdia 0,89%, a 3.931,49 pontos, enquanto o Dow Jones caía 0,79%, a 31.405,20 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq Composite recuava 1,27%, a 11.635,56 pontos.